notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 14/11/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    eleições 2018

    Fernando Haddad é o candidato de Lula a presidência da república

    Fernando Haddad, por um gravataiense

    por Rafael Martinelli | Publicada em 11/09/2018 às 19h25| Atualizada em 21/09/2018 às 12h33

    Se será um 11 de setembro para a estratégia de Lula levar o PT ao segundo turno – e de volta ao poder – ou um ataque às torres gêmeas das candidaturas adversárias, em menos de 30 dias saberemos. Mas às 15h desta terça, Fernando Haddad se tornou o ungido do ‘Grande Eleitor’ como candidato à presidência da república. A executiva nacional do partido aprovou por unanimidade a chapa ‘Andrade’, como ainda é chamado por eleitores em alguns grotões do Brasil, e Manuela D Ávila (PCdoB), como candidatos a presidente e vice.

    – Nós já somos milhões de Lulas e, de hoje em diante, Fernando Haddad será Lula para milhões de brasileiros – escreveu Luiz Inácio Lula da Silva em carta que você lê na íntegra clicando aqui.

    O Seguinte: ouviu um gravataiense que conviveu dois anos com o a partir das 19h de hoje presidenciável.

    – Como ele aparece na TV, é exatamente a pessoa que ele é, o que é difícil de se ver na política – resume Márcio Souza, ex-vereador de Gravataí pelo PT e hoje presidente do PV gaúcho, que foi assessor especial do ministério da educação no período entre 2003 e 2005, quando Haddad foi ministro adjunto e depois ministro.

    – É uma figura humana exemplar. Autêntico, um intelectual ímpar, grande técnico, um professor da USP que a partir daquele momento aprimorou o lado administrativo e político, primeiro com o ministro Tarso Genro, e depois como prefeito de São Paulo e a proximidade com o Lula. Não pertenço a sua coligação, mas não poderia deixar de ressaltar as qualidades de um cara que é um gentleman e sabe ouvir as pessoas – argumenta Márcio, cujo PV tem Eduardo Jorge como vice de Marina Silva (Rede).

     

    LEIA TAMBÉM

    OPINIÃO | Filho de Bolsonaro chama ex-vereador de Gravataí de bandido

     

    Um episódio que o gravataiense conta envolve Jairo Jorge, ex-prefeito de Canoas e hoje candidato a governador do Rio Grande do Sul. Quando Tarso foi cumprir a missão de Lula de assumir interinamente a presidência nacional para ‘refundar’ o PT em meio à crise do ‘mensalão’, Haddad assumiu o ministério e comunicou a intenção de nomear Henrique Paim, que era diretor do FNDE, para o cargo de adjunto.

    – Pedi a palavra na reunião e sugeri a ele que estudasse melhor, já que na hierarquia do ministério o Jairo, que estava representando o governo em um congresso de unificação da língua portuguesa, em Lisboa, seria o número 1 para o cargo. Ele aceitou repensar, esperou o Jairo voltar, conversaram e o Jairo foi nomeado ministro adjunto. Ele poderia nomear quem quisesse, mas soube ouvir a equipe.

    A convivência no ministério foi próxima, com pelo menos uma reunião por dia entre os dois, e um almoço semanal com toda a equipe e o então ministro Tarso.

    – Nos primeiros 20 dias da gestão elaboramos o ProUni a partir de uma idéia da esposa dele Ana Estela Haddad, que já tinha uma trajetória pelos ministérios da saúde e da educação – recorda Márcio.

    – É um programa que será lembrado para sempre, um construtor de nação, que acabou com a ‘pilantropia’ de universidades e garante 10% das vagas de todos os cursos conforme cortes sociais precisos que estabelecemos à época, mesmo enfrentando a pressão dos grandes conglomerados de educação do país – orgulha-se o ex-secretário da educação de Gravataí.

     

    LEIA TAMBÉM

    O vereador que passou 7 horas com Fidel Castro

     

    Márcio também cultivava uma amizade de colega com Haddad. O gaúcho colorado fanático, o paulista são-paulino freqüentador do Morumbi.

    – E o filho dele, Frederico, era corintiano – lembra, rememorando jantares que Haddad gostava de oferecer na casa onde morava em Brasília.

    – É um dos hobbies dele: cozinhar. E é um chef sofisticadíssimo.

    Márcio responde a pergunta-chave: Haddad é só mais um ‘poste’ de Lula?

    – Quem achar isso não o conhece e terá uma grande surpresa. É claro que, apesar da simpatia, não tem todo o carisma do Lula, mas é extremamente qualificado – avalia, considerando Marina, Ciro e Haddad como três candidatos prontos para governar o país.

    – Se for eleito, tem tudo para colocar a estrutura pública a serviço dos que mais precisam e rever a série de ações do governo Temer que só prejudica a população de baixa renda e aqueles que precisam do trabalho para sobreviver. Ele tem luz própria.

    – Se é um poste, é um poste com muita luz, capaz iluminar todo Brasil – conclui.

     

    LEIA TAMBÉM

    PERFIL MÁRCIO SOUZA | Fazendo acontecer

    • meio ambiente
      Cobrança pela água do Gravataí pode gerar R$ 9 mi em um ano
      por Eduardo Torres
    • desejo azul
      Gremistas entregam alegria para crianças doentes
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • seu bolso
      OPINIÃO | Silvio Santos é um velho babão
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      Asfalto em 33 ruas é símbolo para governo Miki
      por Rafael Martinelli com assessoria
    • educação
      OPINIÃO | O big brother da escola sem partido em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • história
      A história da Cachoeirinha do primeiro pedágio
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      ‘Jardins do pesadelo’ estão perto do fim?
      por Silvestre Silva Santos
    • meio ambiente
      Semana para definir rumos da proteção do Rio Gravataí
      por Eduardo Torres
    • política
      OPINIÃO | 25 nomes para prefeitura de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • polícia
      Jovem executado por engano em hospital era de Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos
    • vereadores
      Quem leva a presidência da câmara de Gravataí?
      por Rafael Martinelli
    • gravataí
      OPINIÃO | Aumento para os vereadores? Não recomenda-se
      por Rafael Martinelli
    • 2020
      OPINIÃO | A sucessão nas mãos de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    • violência no esporte
      O soco que mudou a vida de Régis
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.