notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/11/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    cachoeirinha

    Prefeito Miki Breier já cortou secretarias, CCs e vantagens dos servidores para ajustar folha que assombra governo desde a posse em 2017

    Um ’PDV’ para reduzir folha do funcionalismo

    por Rafael Martinelli | Publicada em 10/07/2018 às 17h46| Atualizada em 13/07/2018 às 16h54

    Uma espécie de PDV, o plano de demissão voluntária que marcou época no governo de Antônio Britto no fim dos anos 90, é uma das soluções emergenciais apresentadas pelo prefeito Miki Breier (PSB) para segurar uma folha de pagamento que consome quase sete de cada dez reais da receita de Cachoeirinha, além de acumular pedaladas de cerca de R$ 2 milhões mensais pelo governo nos repasses ao Iprec, o instituto de previdência do funcionalismo que é assombrado por um rombo de R$ 120 milhões.

    É o PAI, Programa de Aposentadoria Incentivada, valendo já para 2018, ao qual podem aderir servidores efetivos da prefeitura que estão em abono permanência e que preencham os requisitos para a aposentadoria voluntária.

    O objetivo principal é fazer frente ao crescimento vegetativo da folha de pagamento, que apesar do congelamento de salários sobe numa média de 3% ao ano com ganhos dos planos de carreira, mesmo após o impopular 'pacotaço' que cortou vantagens dos servidores e rendeu a maior greve da história de Cachoeirinha.

     

    LEIA TAMBÉM

    Dos 60 aos 6 dias, 5 diferenças entre as greves

     

    O gasto hoje com o funcionalismo é de R$ 13 milhões.

    – Com o PAI teremos uma economia mensal de R$ 300 mil, o que em um ano dá R$ 3,6 milhões – calcula Gilson Stuart, secretário de modernização administrativa e gestão de pessoas.

    A avaliação do secretário é que cerca de 50 servidores se enquadram nos requisitos e, até o momento, 18 pedidos foram encaminhados.

    O incentivo de adesão ao PAI corresponde à indenização de 100%, calculada sobre o vencimento base do servidor no mês da publicação do ato de aposentadoria, multiplicado pelo número de anos de serviços prestados à prefeitura.

    O valor máximo, de R$ 120 mil, é pago em doze parcelas.

     

    LEIA TAMBÉM

    OPINIÃO | Um fim de mês perpétuo para o funcionalismo

     

    O PAI

    Para ler a íntegra do PAI, instituído pela Lei n° 4380, de 12 de junho de 2018, publicada no Diário Oficial do Município do dia 15 de junho de 2018, clique aqui.

    • mais médicos
      Saída de médicos cubanos preocupa prefeitura
      por Rafael Martinelli
    • pequenas empresas, grandes histórias
      COM VÍDEO | Lentes que retratam vidas
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • saúde
      Frente de prefeitos reage a saída de médicos cubanos
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Hoje até vereador comemora médicos indo embora
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Todo sábado é dia para adotar um pet na Sperk
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • meio ambiente
      COM VÍDEO | A nossa lista vermelha da extinção
      por Eduardo Torres
    • trânsito
      Fim da tranqueira no trânsito está mais próximo
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Saída de médicos cubanos é desastre para Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      OPINIÃO | Não façam Bordignon ’Miss Colômbia’ outra vez
      por Rafael Martinelli
    • meio ambiente
      Cobrança pela água do Gravataí pode gerar R$ 9 mi em um ano
      por Eduardo Torres
    • desejo azul
      Gremistas entregam alegria para crianças doentes
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • seu bolso
      OPINIÃO | Silvio Santos é um velho babão
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      Asfalto em 33 ruas é símbolo para governo Miki
      por Rafael Martinelli com assessoria
    • educação
      OPINIÃO | O big brother da escola sem partido em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • história
      A história da Cachoeirinha do primeiro pedágio
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      ‘Jardins do pesadelo’ estão perto do fim?
      por Silvestre Silva Santos
    • política
      OPINIÃO | 25 nomes para prefeitura de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • polícia
      Jovem executado por engano em hospital era de Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos
    • vereadores
      Quem leva a presidência da câmara de Gravataí?
      por Rafael Martinelli
    • efeito cascata
      OPINIÃO | Vereadores, não aumentem os salários
      por Rafael Martinelli
    • 2020
      OPINIÃO | A sucessão nas mãos de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.