notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 21/02/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    a batida perfeita

    OPINIÃO | Matem o azulzinho!

    por Rafael Martinelli | Publicada em 25/06/2018 às 17h46| Atualizada em 02/07/2018 às 17h11

    Viralizou vídeo onde agente de trânsito multa por suposto estacionamento irregular em vaga de idosos e motorista do carro classe média alta e cinegrafista de celular reclamam do veículo ser guinchado sem a permissão de tirar pertences.

    Mas o que me chama atenção é a carambola de comentários e compartilhamentos no Grande Tribunal das Redes Sociais.

    Bate, atropela, mata o azulzinho!

    Do que menos se falou nas manifestações que vi no Facebook foi da infração, que não chamarei de pequena corrupção num país de grandes corrupções porque não testemunhei as circunstâncias.

    Outros que o façam, especialistas no Código de Trânsito Brasileiro ou em fakenews, convicções, delações de bandido e até greves de fome.

    Vai não viu?

    Acontece.

    Vai não foi e o vídeo induz à interpretação errada?

    Pode também.

    Quem sabe estacionou por emergência?

    Às vezes é preciso se colocar no lugar dos outros antes de apontar o cisco enquanto coça o travessão no olho.

    A única certeza que tenho é que o trânsito é um bom laboratório para investigar nossos instintos mais primitivos.

    Trânsito e redes sociais, então: é a batida perfeita!

    Onde quero chegar?

    O Atlas da Violência 2018 mostra que as armas são responsáveis por 71% dos homicídios no Brasil, índice que poderia crescer mais 12% sem o Estatuto do Desarmamento, conforme o mesmo estudo.

    Em nenhum momento foi o caso dos envolvidos no vídeo, mas que tal essa gente que metralha ódio em postagens no Facebook descendo do carro com sua garrucha para conversar sobre a pechada na esquina?

    Muitos vão alertar o colunista para o erro de confundir o ‘cidadão de bem’ com criminosos comuns ou com aquela raça alienígena a qual se convencionou chamar ‘político’.

    Mas que o trânsito e o Grande Tribunal das Redes Sociais parecem uma grande Brasília, parecem.

     

    LEIA TAMBÉM

    OPINIÃO | Os assediadores da russa podem ser você

     

     

    • opinião
      Evandro não precisa desculpas por ’senadora do Bolsonaro’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Gravataí e a reforma ’comunista’ de Bolsonaro
      por Rafael Martinelli
    • habitação
      Habitasul não aceita proposta dos moradores da Granja
      por Eduardo Torres
    • gravataí
      Marco anuncia Estrada Municipal e 8 mi em obras
      por Redação
    • estrelado
      Contagem regressiva para inaugurar a arena
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Dilamar seria o novo escolhido do ’Grande Eleitor’?
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Prefeito, vice e vereadores não receberão aumento
      por Rafael Martinelli
    • cultura
      COM VÍDEO | Os livros que circulam por Gravataí
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • personagens
      Estrada, Meu humor - o livro do veterano radialista
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Marco Alba dá inflação ao funcionalismo; o que isso significa
      por Rafael Martinelli
    • entrevista
      Jack Ritter quer disputar prévia com Miki
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.