notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 15/08/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    água e esgoto

    Prefeito Marco Alba discursou na ordem de início de obras de revitalização da Adolfo

    Por que Gravataí desistiu de uma PPP própria para água e esgoto

    por Rafael Martinelli | Publicada em 16/05/2018 às 13h21| Atualizada em 22/05/2018 às 12h59

    Até o fim do mês deve ser assinada a adesão formal de Gravataí à Parceria Público-Privada na qual a Corsan buscará no mercado um investimento de R$ 1,8 bilhão para, em um prazo de 11 anos e em troca de uma concessão dos serviços por 35 anos, fornecer água e esgoto tratados para 87,3% do milhão e meio de pessoas que vivem nos nove principais municípios da Região Metropolitana – que hoje, com uma cobertura de não mais de 30%, tem índices de repúblicas de bananas.

    A informação foi dada pelo próprio prefeito Marco Alba (PMDB) ao falar publicamente sobre a PPP pela primeira vez, depois de ter confirmado, com exclusividade para o Seguinte:, ainda em abril, que para acelerar a mudança no perfil do saneamento da cidade, Gravataí desistiu de lançar uma concessão própria.

     

    LEIA TAMBÉM

    EXCLUSIVO | Gravataí vai aderir a PPP da Corsan

    Com Gravataí, Cachoeirinha e Viamão, a PPP da Corsan

     

    – Estamos negociando o contrato com a Corsan, as cláusulas e como vamos aceitar a proposta – explicou, em discurso na autorização do início das obras de revitalização da Adolfo Inácio Barcelos, que fazem parte do complexo viário que inclui a Centenário, uma rótula no Aldeião e se concluirá com a duplicação das pontes do Parque dos Anjos.

    – Não abrimos mão do interesse público (ao mudar a forma de concessão). Só tememos que as exigências burocráticas e questões jurídicas se prolongassem até o fim da vida. A intenção do nosso governo era boa, ou até melhor (que a PPP regional). Mas não tínhamos a garantia jurídica. Que é coisa que ninguém tem no Brasil de hoje – disse o prefeito que, nos bastidores, está garantindo que Gravataí, ‘jóia da Coroa’ ao lado de Canoas, sente na primeira fila dos investimentos que serão feitos, alguns deles pelo PAC, antes mesmo da PPP.

     

    LEIA TAMBÉM

    OPINIÃO | Marco acerta nas obras das pontes do Parque

    Revitalização da Adolfo Inácio: mais um passo rumo às pontes do Parque

     

    Marco alertou para a desinformação dos críticos ao ok dado pela Câmara para que o governo negocie a adesão à parceria público privada.

    – Foi uma autorização. Assinaremos o contrato se ele for bom para Gravataí. Para negociar, era preciso a autorização. Problema seria assinarmos antes da lei.

    – O interesse da população vai prevalecer. Estamos apresentando todos os problemas de abastecimento de água, de tratamento de esgoto, do Rio Gravataí. Se vierem as soluções, aí vamos assinar – garantiu.

     

    LEIA TAMBÉM

    Câmara autoriza prefeito a assinar PPP da Corsan

    O prefeito teimoso

     

    O DISCURSO

    Clicando aqui você ouve na íntegra o discurso onde o prefeito, além de tratar da parceria com a Cyrela que revitalizará a Adolfo, fala também sobre a herança de falta de estrutura e dívidas milionárias, dos efeitos da crise nacional, sinaliza perspectivas e projeta que o governo de José Ivo Sartori entregue duplicado por completo, até o fim do ano, o trecho da RS-118 que corta Gravataí.

     

    • entrevista
      Dinheiro tirou Rosane Bordignon da eleição
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Testamos carro o elétrico da GM
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt e Divulgação/GM
    • tá na mesa
      Gestão de Marco Alba não baila com Roberto Carlos
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2018
      Rosane Bordignon decide não concorrer
      por Rafael Martinelli
    • meio ambiente
      O Rio Gravataí é a sala de aula
      por Eduardo Torres
    • nota oficial
      Partido do vereador apoia investigação em caso da maconha
      por Rafael Martinelli
    • delegado confirma
      Vereador será investigado no caso da maconha
      por Rafael Martinelli
    • suspeita
      Saul Sastre é investigado por fraude no Daer
      por Eduardo Torres
    • operação
      Vereador diz que alugava prédio da meia tonelada de maconha
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2018
      Juliano Paz, um pé em Gravataí, outro em Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • homenagem
      Diretora do Gensa e Facensa recebeu placa em Brasília
      por Silvestre Silva Santos
    • homenagem
      Denise, a Medonha, vai virar nome de biblioteca
      por Eduardo Torres
    • personagens
      COM VÍDEO | O caçador que abraçou um rio
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • coluna do silvestre
      Quem comprou o terreno do prédio mais alto
      por Silvestre Silva Santos
    • eleições 2018
      10 coisas sobre a foto que mexeu com a política local
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      OPINIÃO | Bagunça na Freeway, com Justiça & tudo
      por Silvestre Silva Santos
    • meio ambiente
      O plano que vai definir a cobrança por uso da água do Gravataí
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.