notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 23/06/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do martinelli

    Após cinco anos de obras, maior loteamento popular do Sul do Brasil ainda não tem famílias morando

    OPINIÃO | Prefeito vai cobrar mais que selfie no Breno Garcia

    por Rafael Martinelli | Publicada em 10/01/2018 às 16h26| Atualizada em 17/01/2018 às 15h30

    Na escola Antônio Aires, no cafezinho da cerimônia de instalação da primeira das 318 câmeras que farão o vídeo monitoramento de Gravataí, quem fez o big brother no prefeito foi o jornalista Silvestre Silva Santos, do Seguinte:. Ele ouviu Marco Alba ao celular confirmando que vai ao Palácio Piratini nesta quinta cobrar obras contratualizadas em 2014, no governo Tarso Genro, que o Estado ainda não fez e atravancam o avanço do loteamento Breno Garcia, que com a população de uma Glorinha será o maior Minha Casa, Minha Vida do Sul do Brasil.

    É lá para a parada 103 que vão, por exemplo, de famílias paupérrimas que hoje vivem em áreas de alagamento, como os ribeirinhos da Amapá, a ocupantes de áreas irregulares dos quatro cantos do município, os moradores das margens da RS-118 retirados para duplicação e outras famílias em situação de risco que se enquadrem nas exigências da CEF – principalmente em relação à renda familiar, no máximo de R$ 1.800,00 por mês.

    A conta do Piratini com Gravataí estaria, por baixo, em R$ 3 milhões.

    A última previsão era em abril de 2018 entregar as chaves para mil famílias, que estão em fase de cadastramento e análise da documentação em uma fila de 13 mil inscritos. Na segunda fase do megaprojeto – que se arrasta desde 2012 com um orçamento total de R$ 100 milhões – outras mil famílias teriam moradias financiadas a baixíssimo, ou nenhum custo.

    São casas boas, de 40,79 metros quadrados, com dois dormitórios, sala e cozinha integrada, banheiro e área de serviço externo, além de um reservatório d’água de 500 litros e um inovador aquecimento solar para o banho.

    Mais de mil operários trabalham, ou trabalharam nas obras, casas estão prontas, outras subindo, o posto de saúde está em construção, há edificações para pontos comerciais como mercados, lojas e farmácias, reservatório de água e até uma estação própria para tratamento de esgoto, mas o governo estadual não fez, por exemplo, a rótula na Arthur José Soares com RS-030, o asfaltamento da via até a entrada do Xará e, o mais preocupante, a construção de uma escola estadual capaz de atender até 600 alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio.

    O prefeito tem agido silenciosamente para o público e gritado bastante nos bastidores, como é sua característica. Mas quem fala com ele sobre o caso percebe que a paciência esgotou de vez. Marco não gosta de anunciar obras só por anunciar. E tinha a expectativa inicial de fazer a mudança de famílias ainda em setembro do ano passado. Mas até agora, pela ‘cidade dentro do Gravataí’, só o que se viu do estado foram secretários e políticos dos governos Tarso Genro (PT) e José Ivo Sartori (PMDB) passeando ou fazendo selfie.

     

    LEIA TAMBÉM

    Tem uma cidade em construção dentro de Gravataí

    Oferta do Estado é pouco para infra que falta

     

     

     

    • na copa
      COM VÍDEO | Para o Jairão, foi pênalti sim, senhor
      por Eduardo Torres | Edição de Imagens Guilherme Klamt
    • coluna da sônia
      Uma festa para unir nordestinos e gaúchos
      por Sônia Zanchetta
    • sábado
      Tarifa dos ônibus municipais de Gravataí vai a 4,40
      por Redação
    • coluna do silvestre
      Mobilidade: em cinco anos a cidade vai parar
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • coluna do silvestre
      Para onde e como Gravataí vai crescer
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • da escola
      O Gustavo da Santa Cecília foi cuidar das águas do Brasil
      por Redação
    • impeachment
      A volta da polêmica sobre dívida da cassação de Rita
      por Rafael Martinelli
    • pai merdanelles
      Qual seleção da Copa seria cada vereador de Gravataí?
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Qual a Gravataí que queremos para o futuro?
      por Silvestre Silva Santos
    • na copa
      COM VÍDEO | O balão da Costa Rica em Gravataí
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • na copa
      OPINIÃO | Os assediadores da russa podem ser você
      por Rafael Martinelli
    • luto
      Antes do tie break: o legado de Aline Fofonka
      por Róbinson Gambôa
    • luto
      120 em 40, uma intensa história de vida
      por Cláudio Wurlitzer | Especial
    • luto
      Nada está no lugar; uma homenagem a Denise Medonha
      por Rosane Castro
    • coluna do silvestre
      A Souza Cruz voltou, a Herbalife chegou
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • atenção
      O que muda no trânsito da parada 72
      por Redação
    • opinião
      Marco Alba fez bem em bancar a Santa Casa
      por Rafael Martinelli
    • na copa
      Deu sono na estreia do Brasil e do Miguel
      por Eduardo Torres
    • na copa
      OPINIÃO | Estreia com a cara do Brasil do golpeachment
      por Rafael Martinelli
    • nosso hospital
      COM VÍDEO | Hospital de Gravataí é da Santa Casa
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • saneamento
      Gravataí e Cachoeirinha no ranking do saneamento
      por Eduardo Torres
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.