notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 12/08/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    limpeza urbana

    Resgate irregular de entulho ERS-118

    Prefeitura gasta 4,5 milhões para recolher lixo jogado nas ruas

    por Redação | Publicada em 12/03/2020 às 13h42| Atualizada em 16/03/2020 às 15h44

    Uma equipe do Grupamento Ambiental da Guarda Municipal de Gravataí (GAM) flagrou um caminhão, conhecido popularmente como tele-entulho, realizando um descarte irregular de resíduos (resto de material de construção), em uma área na margem da ERS-118.

    O local, conhecido como Estrada Velha, nas proximidades do viaduto sobre a Avenida Frederico Augusto Ritter, já estava sendo monitorado pelo GAM por este tipo de prática.

    Uma equipe de fiscalização da Fundação Municipal do Meio Ambiente (FMMA) compareceu no local e multou a empresa por causar dando ambiental.

    A mesma é reincidente e pode fazer com que o valor da multa, que gira em torno de R$ 5 mil, seja triplicado. O caminhão da empresa também foi apreendido pela fiscalização.

    Segundo o secretário Serviços Urbanos Paulo Garcia o município gasta, anualmente, cerca de R$ 4,5 milhões com o recolhimento de resíduos descartados de forma irregular e em locais inadequados.

    – Essa é uma questão muito séria, que além de todo o dano ambiental que esta ação causa, custa e muito para os cofres públicos.

    Paulo Garcia explica que o cidadão precisa ser consciente e procurar contratar empresas sérias.

    – Muitas pessoas ainda pedem para que o recolhimento de entulho, por exemplo, seja feito por carroceiros e esquecem que são co-autores das infrações, caso esta pessoa seja identificada. Inclusive, a carroça é apreendida nestes casos.

    O secretário lembra que é o dinheiro do contribuinte, que pode estar pagando uma empresa irresponsável com suas obrigações ambientais, fazendo descarte irregular, que precisará ser utilizado para custear o serviço de recolhimento.

    – Estes R$ 4,5 milhões poderiam estar sendo utilizados em outras áreas. As pessoas precisam ter consciência, fazer a sua parte e cobrar pelo serviço que pagam, para que este seja feito de forma correta.

    A Fiscalização Ambiental da FMMA orienta as empresas de tele-entulho, para realizarem o descarte dos resíduos de forma correta, caso contrário os veículos correm risco de serem apreendidos.

    Ainda recomenda que a comunidade evite destinar resíduos com carroceiros, pois os mesmos descartam nas ruas e terrenos baldios pela cidade, acarretando em prejuízo aos cofres públicos na limpeza posterior.

    • pequenas empresas, grandes histórias
      O elixir da saúde é de Morungava
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt 
    • crise do coronavírus
      Gravataí e Cachoeirinha sob bandeira rosa
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      COVID leva Carlinhos, emancipador de Glorinha
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      Quer denúncia sobre o Hospital de Campanha de Cachoeirinha? Vai no OLX
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Os números da COVID; o ’Efeito Dia dos Pais’
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      2 mil ’recuperados’; A boa e a má notícia
      por Rafael Martinelli
    • gravataí
      TCE reprova contas de 2017 de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Justiça suspende ’decreto do festerê’ em Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]nte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.