notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 31/03/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    saúde pública

    Autoridades, lideradas pelo prefeito Marco Alba (camisa branca, à direita) comemoraram a inauguração das novas instalações do Caps AD na manhã desta quinta.

    Gravataí tem novo lugar para atender casos de álcool, cigarro e outras drogas

    por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 06/02/2020 às 18h12| Atualizada em 15/02/2020 às 19h05

    O forte calorão do final da manhã desta quinta-feira (6/2), com cerca de 38 graus e sensação térmica de mais de 40 graus, fez o prefeito Marco Alba (MDB) e um grupo de políticos, servidores municipais, vereadores, secretários e pessoas da comunidade se refugiarem à sombra de uma árvore.

    Isso, antes de iniciar a solenidade de entrega à população das novas instalações do Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (Caps AD). Depois, Alba e seu secretário de Governança e Comunicação Social, Luiz Zaffalon, combinaram e chamaram quem esperava pelo ato para o interior do prédio.

    Numa sala ampla, com dois aparelhos de ar condicionado ligados, cerca de 30 pessoas ouviram os discursos que enalteceram os investimentos feitos pelo governo na área da saúde – da ordem de 25% contra o mínimo de 18% obrigatório de acordo com a legislação federal – e o quanto o novo Caps vai melhorar as condições de trabalho e o atendimento à comunidade.

    Localizado agora na rua Antônio Francisco Fonseca, 121, no centro de Gravataí, o Caps AD tem instalações para prestação de serviços, atendimento, reuniões e consultas, tornando-se referência regional no combate ao tabagismo, alcoolismo e drogadição, como disse o secretário municipal da Saúde, Jean Torman.

    --- É um amplo espaço com toda acessibilidade necessária e dotado de todas as condições exigidas pela legislação da área da saúde para este tipo de atendimento --- frisou o secretário.

    E ele sentenciou:

    --- As instalações têm que ser suficiente, ter capacidade para acolher e oferecer um ambiente que ofereça dignidade tanto para quem vai trabalhar fazendo a modificação das pessoas quanto daqueles que buscam por esta transformação para si, ou familiares de quem tem estes problemas dentro de casa.

     

    Estrutura

     

    1


    O novo Caps AD conta com cinco salas para atendimentos individuais e encontro dos grupos, além de espaço de convivência entre os pacientes.

     

    2

    Com mais espaço é possível atender melhor os pacientes e ampliar os atendimentos, beneficiando os usuários que acessam o serviço, segundo a coordenadora interina do local, Carla Ramos.

     

    3

    A nova localização também beneficiará os pacientes na expectativa de Carla, pois está mais próxima de outros serviços como Caps II, Serviço de Assistência Especializado (SAE) e Farmácia Municipal.

     

    4

    No Caps AD é feito acolhimento com o objetivo de estabelecer vínculos e construir um plano de tratamento individualizado. O objetivo é acolher, tratar e reinserir na sociedade os usuários de álcool e outras drogas, c om atendimentos individuais e em grupos

     

    5

    A unidade conta com uma equipe multiprofissional composta por 18 profissionais, entre eles, assistente social, psicóloga, técnico de enfermagem, psiquiatra e terapeuta ocupacional.

     

    Confira no vídeo abaixo as entrevistas do secretário da Saúde, Jean Torman, e da coordenadora do Caps AD, a terapeuta Renata Zomer. Clique na imagem para assistir e, depois, siga na matéria.

     

    IMPORTANTE

     

    : O tratamento é conduzido por um técnico de referência que acompanha com mais proximidade cada caso e constrói, junto ao paciente, o plano de tratamento.

     

    : Este tratamento é feito por meio de atendimentos individuais, consultas médicas, acompanhamento familiar, atividades de grupos motivacionais e oficinas terapêuticas.

     

    Centralismo em Brasília

     

    O prefeito Marco Alba disse, na inauguração do Caps AD, que se preocupa desde o primeiro dia do seu mandato, no começo de janeiro de 2013, no bem-estar das pessoas. Por isso tem orientado que a Prefeitura faça os investimentos possíveis também na promoção da saúde.

    E ressaltou que mesmo diante de um difícil quadro econômico-financeiro, a administração municipal tem feito obras e cumprindo metas nesta área. Alba criticou o centralismo das decisões nos acarpetados e refrigerados gabinetes palacianos da capital federal, Brasília.

    --- Lá eles tomam decisões e fazem leis sem conhecer a realidade de quem está aqui na ponta, que é quem presta o serviço e quem necessita do serviço. Mesmo assim estamos conseguindo avançar e oferecer mais e melhores condições da prestação dos serviços de saúde às pessoas que necessitam --- destacou.

     

     

     

     

     

    • crise do coronavírus
      Conselheira tutelar é segundo caso de Covid 19 em Gravataí
      por Redação
    • opinião
      O caso do maratonista de Viamão suspeito de COVID-19; atenção, ’marcha da morte’!
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Um ’populista’ segura pressão por adiar eleições e usar fundo eleitoral; Hiii...
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      A real sobre a falta de vacinas em Gravataí; o 6 e 9
      por Rafael Martinelli
    • 3º Neurônio | sociedade
      O mundo real morreu, viva o mundo real
      por Berna Gonzáles Harbour | El País
    • 3º Neurônio | opinião
      De quem é a mão que segurou o ministro Mandetta no governo?
      por Carlos Wagner | Histórias Mal Contadas
    • entrevista
      Gravataí não vai abrir comércio nesta semana; o que Marco Alba vai dizer na live de domingo
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      MC Capella, um voluntário pelas quebradas contra o coronavírus
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Parem Gravataí que eu quero descer!; declaro-me Inimigo do Povo, amigo da vida
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Glorinha cede respirador para Gravataí; agora é 1 para cada 11 mil pessoas
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Gravataí tem só 25 respiradores e 12 leitos de UTI; o serial killer de velhos pobres
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Primeiro caso confirmado em Gravataí, assessora relata como está superando o coronavírus
      por Cristiano Abreu
    • opinião
      A real sobre ’gravataiense com coronavírus’ internada em Canoas; a cobra silenciosa
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Cristiano Abreu | EDITOR | cristiano@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.