notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 20/02/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    setembro amarelo

    Caminhada pela Vida mobiliza aproximadamente mil pessoas em Gravataí

    Caminhada pela Vida leva esperança às ruas de Gravataí

    por Redação | Publicada em 16/09/2019 às 11h13| Atualizada em 17/09/2019 às 16h25

    A primeira ‘Caminhada pela Vida’ espalhou esperança por Gravataí, na Campanha Setembro Amarelo, dedicada à prevenção do suicídio.

    A ação teve início às 14h da sexta no Parcão de Gravataí e os participantes caminharam até a Praça Dom Feliciano, em frente a Igreja Matriz.

    Conforme estimativa do Corpo de Bombeiros, aproximadamente mil pessoas caminharam pelas Avenidas Dorival Cândido de Oliveira e José Loureiro da Silva.

    – A importância do evento se traduz no valor da causa que representa unir pessoas para que, com fraterna voz, vençam um mal silencioso – disse o secretário substituto da Secretaria Municipal da Saúde, Reisson dos Reis.

     Estatísticas apontam que dos que morrem por suicídio, 60% nunca consultou um profissional de saúde mental ao longo da vida. Talvez, se tivessem passado por um profissional da área, pudessem ter sido salvos.

    – É importante que sigamos preparados para detectar esses casos e proporcionar auxílio, encaminhando para ajuda profissional e tratamento – disse o vice-prefeito, Áureo Tedesco.

    Participaram da "Caminhada pela Vida" representantes da Secretaria Municipal da Educação (Smed), Secretaria Municipal da Família, Cidadania e Assistência Social (Smfcas), Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semurb), Secretaria Municipal da Cultura, Esporte e Lazer (Smcel), Secretaria Municipal de Governança e Comunicação Social (Sgcom), Guarda Municipal, Brigada Militar, Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), Corpo de Bombeiros, Banda Marcial da Escola Murialdo, Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Sindilojas Gravataí, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Associação dos Autistas, clubes de mães e conselhos tutelares.

    – É muito importante olhar para o lado. Enxergar o teu colega diariamente. Ele pode estar precisando de ajuda e você só perceberá no detalhe – disse a soldado Carrasco, que participa do Proerd.

    – A depressão também pode acometer os jovens, seja criança, ou adolescente. No trabalho social e educativo que realizamos nas escolas, já presenciamos situações graves. É preciso fortalecer os laços afetivos e estar atento aos sinais – complementou o soldado Ávila.

    Siga imagens da caminhada no site da Prefeitura clicando aqui.

     

    Serviços na praça

     

    Durante todo o dia, a Prefeitura ofertou serviços na Praça Dom Feliciano.

    Testes rápidos de sinais vitais e doenças sexualmente transmissíveis, informativos relacionados à nutrição, saúde bucal e do trabalhador foram distribuídos à população.

    Profissionais do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) estavam presentes para esclarecer dúvidas e sensibilizar famílias para a campanha.

     

    Setembro Amarelo

     

    O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o intuito direto de alertar a população a respeito dessa realidade.

    Diagnóstico precoce e o tratamento de transtornos mentais poderiam evitar grande parte dos casos.

    Depressão, transtorno de bipolaridade, dependência de álcool ou drogas psicoativas e esquizofrenia podem ser fatores de risco, especialmente se combinados, porque haveria uma possível relação entre "comportamento suicida e doença mental".

     

    Campanha na cidade

     

    Durante todo este mês, os serviços públicos da cidade continuarão divulgando a campanha e os seus serviços de apoio.

    O objetivo vem ao encontro da realização de ações preventivas pela causa e relacionadas à importância da saúde emocional, já que o índice de suicídio tem crescido no Brasil.

     

    ESTATÍSTICA ALERTA

    Segundo a OMS, mais de 90% dos casos de suicídio estão associados a distúrbios mentais e, portanto, podem ser evitados se as causas forem tratadas corretamente.

    No Brasil, 32 brasileiros tiram a própria vida por dia, o equivalente a uma pessoa a cada 45 minutos.

    No mundo, ocorre um suicídio a cada 40 segundos. Por isso, ações preventivas são fundamentais para reverter essa situação.

     

     

    • 3º Neurônio | opinião
      Cronofagia: o roubo do tempo, sono e ideias
      por Giuseppe Luca Scaffidi, em Dinamopress | Tradução: Antonio Martins | Outras Palavras
    • 3º Neurônio | ciência
      Por que é preciso proibir que manipulem nosso cérebro antes que isso seja possível
      por Javier Salas | El País
    • opinião
      As CPIs ’napoleão de hospício’ de Cachoeirinha; entendo Groucho
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Não tem Jesus para crise dos médicos em Gravataí; nem arminha
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Nada no Mato do Júlio será feito ao arrepio da lei ambiental; herdeiros escrevem
      por Rafael Martinelli
    • volta às aulas
      30 mil voltam às aulas na rede municipal nesta quarta
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • 3º Neurônio | opinião
      Nunca um presidente foi tão vulgar com uma mulher. Espere o efeito bumerangue
      por Carla Jimémez | El País
    • opinião
      ’Trolador da Globo’ faz vídeos para Anabel em Gravataí; a esquerda vive
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      GM não faz festa na produção do carro 4 milhões
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Acordo do Mato do Júlio é bom negócio; Greta Thunberg fica para amanhã
      por Rafael Martinelli
    • volta às aulas
      Tuiuti perde 400 alunos por causa dos prédios interditados
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      Justiça cassa liminar que suspendia licitação do lixo em Cachoeirinha; o Dr. Golpeachment
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      CPI pode levar a rombo milionário em Cachoeirinha; não é ’jeitinho’, e sim alerta a quem paga
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      O custo do pórtico de Gravataí é fake news!
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Câmara de Viamão vota abertura de impeachment do prefeito
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Gravataí perde com sapos na frigideira; governo e oposição
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Todos contra o pedágio de Marchezan!; sorriam empresas de ônibus, vocês terão seu aumento
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Dimas não se escondeu após escândalo que envolveu aliado; a I Eleição das Fake News
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Silêncio é pena capital para prefeito afastado em Viamão; o herói incômodo
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Zaffalon, cada vez mais o prefeiturável de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Pablo Hernandez agora é E-E-Eymael; a tara e o assombro dos ’petralhas’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Político de Gravataí envolvido em suspeita de corrupção em Viamão
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Questões sobre a CPI do Lixo; do Fantástico ao Zorra Total
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Por que Gravataí ainda não abriu a ’creche de Jornal Nacional’
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.