notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 20/08/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    gravataí

    Três Estrelas é um dos clubes mais tradicionais de Gravataí

    Com nove categorias o futebol amador permanece vivo

    por Redação | Publicada em 19/07/2019 às 16h19| Atualizada em 26/07/2019 às 14h34

    No Dia Nacional do Futebol, siga um balanço do que Gravataí oferece.

    A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Smcel) incentiva e proporciona que crianças, jovens e adultos possam desenvolver seus talentos no gramado no Campeonato Municipal, organizado pela Liga Gravataiense de Futebol nas categorias Especial Amador, Veterano, Master, Sênior, Acesso e nas categorias de base, Sub 9, Sub 11, Sub 13 e Sub 15.

    - Gravataí hoje, é dentro da região metropolitana o único município a realizar competições em diversas classes, atendendo crianças e adolescentes nas categorias de base, e oportunizando competições em categoria livre, sendo o especial amador um dos principais campeonatos do estado, além dos níveis 40, 50 e 55 anos - conta Odair Santos, diretor de esportes da Smcel. 

    Gravataí tem 21 times de futebol amador. São eles: Três Estrelas, União MVII, Vila Branca, União VU, Palmeirinha, Cafu, Gravataiense, Bola Bola, Amovale, Atlético do Vale, Caveirense, Centenário, Barnabé, Vila Elisa, Boca São Vicente, Meninos da Vila, América, Bagé, Independente, Real Madri, Cruzeiro.

     

    Exemplo de que dá pra sonhar

     

    Saindo do distrito de Morungava, Deivid Valentin Rosa, é exemplo de amor ao futebol e de que é possível sim conquistar o sonho de jogar profissionalmente. Com mãe doméstica e pai trabalhador de pedreira, o chefe do setor de futebol da Smcel, iniciou sua vida esportiva aos 12 anos nas categorias de base do Grêmio. Aos 18, conseguiu seu primeiro contrato profissional como meia-direita.

    Como jogador, Deivid passou por times como Mogi Mirim, Pelotas, Noroeste, Rodoviário do Ceará, Avenida, Cerâmica e Brasil de pelotas, durante os 10 anos que fez do futebol sua forma de sustento.

    - Tudo que tenho devo ao futebol. Conquistei minha vida graças ao esporte e ao apoio de minha família que nunca me faltou. Parei de jogar em 2015, para poder passar mais tempo com minha esposa e meu filho, que na época era bebê, mas hoje sei, que tudo que sou devo a experiência que tive nos gramados.

    - O futebol, assim como qualquer esporte, é muito importante para o desenvolvimento físico e mental de nossas crianças. Assim, é possível contribuir para que não fiquem com suas mentes vazias, desenvolvam o raciocínio e se tornem seres humanos melhores - reforça Deivid.

     

    A HISTÓRIA DO DIA DO FUTEBOL

    O esporte nasceu na Inglaterra em 1863 e foi oficialmente introduzido no Brasil por Charles Miller, quando em 1894, voltava de uma temporada no país inglês e trouxe consigo uma bola e um livro com as regras do jogo.

    O dia 19 de julho foi escolhido como o Dia Nacional do Futebol em 1976, pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com o objetivo de homenagear o Sport Clube Rio Grande (time aqui do estado), que foi fundado nesta data no ano de 1900. O Sport foi o primeiro time registrado como clube de futebol no país.

    - Futebol além de ser uma paixão nacional, acaba sendo o Esporte que movimenta as comunidades, aproxima as pessoas, mais do que as equipes que vão a campo, são famílias envolvidas, diretoria de clube. Futebol movimenta a cidade, são clubes identificados com suas comunidades. É uma paixão que envolve a todos sem olhar a idade, cor, religião ou classe social, sendo um esporte democrático e merece seu reconhecimento - adiciona Odair.

    • supermercados
      Agas quer vendas de R$ 520 milhões na Expoagas 2019
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • eleição 2019
      A lista de quem pode concorrer ao Conselho Tutelar
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Em recuperação, vereador Nadir ainda evita visitas
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Anabel também vai para trás do muro? Postou e apagou Lula
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Áureo assume Mobilidade; na fila para Prefeitura
      por Rafael Martinelli
    • tecnologia da informação
      AGTI coloca Gravataí na vanguarda
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • cultura
      Falta uma semana para o Festival de Teatro
      por Redação
    • economia
      2 em cada 10 novas vagas são por dia ou horas
      por Heloísa Mendonça | El País
    • av. dos estados
      Um dos maiores problemas de alagamento perto da solução
      por Redação
    • opinião
      Stasinski vs Márcio Souza; quem ganhou o PV de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • duplicação
      Presidente do BNDES elogia ritmo das obras na RS-118
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • panificação
      Uma indústria que só cresce em Gravataí e Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos
    • coluna do silvestre
      O novo Asun de Gravataí quer expandir a rede
      por Silvestre Silva Santos
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.