notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/07/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    segurança

    Familiares e amigos se aglomeraram na entrada da Escola Estadual Raul Brasil em Suzano, na Grande São Paulo. Dois jovens encapuzados mataram oito pessoas no local e cometeram suicídio em seguida. FOTO | Suamy Beydoun/AGIF/Estadão Conteúdo

    A tragédia de Suzano pode acontecer aqui?

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 13/03/2019 às 17h23| Atualizada em 19/03/2019 às 12h11

    Pelo menos na rede municipal de ensino, não!

    A prefeitura de Gravataí está preparada para evitar que casos extremos como o que aconteceu na manhã de hoje (13/3) em Suzano, São Paulo, quando dois jovens armados mataram pelo menos oito pessoas e em seguida praticaram suicídio, aconteçam nas escolas da rede municipal de ensino.

    É o que garantiu há pouco o secretário para Assuntos de Segurança, Flávio Lopes, para o Seguinte:, lamentando o episódio paulista. O secretário afirmou que a questão da segurança é prioridade dentro do governo que realiza sucessivos e pesados investimentos nesta área.

    Flávio Lopes garantiu que o índice de ocorrências como desentendimentos e até brigas entre alunos não é alto, e que a vigilância das escolas é treinada e capacitada para intervir nestas situações. Inclusive a Patrulha Escolar é acionada quando ameaças entre alunos ou grupos podem resultar em algum tipo de briga após as aulas.

    --- Dentro das escolas nunca passou do limite da discussão. Até acontecem algumas brigas, mas os vigias estão atentos para agir. E os danos e vandalismos praticados dentro do ambiente escolar também são raros --- afirmou.

     

    AS AÇÕES

     

    1

    Todas as 75 instituições de ensino da rede municipal terão cercamento com gradis até o final deste ano.

     

    2

    Distribuição de uniforme escolar desde 2014 para os quase 30 mil alunos das escolas municipais.

     

    3

    Todas as escolas com vigias internos, treinados e capacitados para interagir com alunos, professores e funcionários.

     

    4

    Patrulha escolar, formada por agentes da Guarda Municipal, que atua principalmente no entorno dos estabelecimentos de ensino.

     

    5

    Todas as escolas com no mínimo duas câmeras de vídeo-monitoramento (algumas tem mais de duas) com acompanhamento em tempo real no Centro de Operações da Guarda Municipal.

     

    Uniformes

     

    Foi uma das primeiras medidas determinadas pelo prefeito Marco Alba (MDB) com ênfase a segurança, com a justificativa de que são fundamentais para identificar os alunos no acesso às escolas e na comunidade, quando estão nas ruas.

     

    Casos raros

     

    O secretário afirmou que também são raros os casos de armas encontradas nas escolas, levadas pelos alunos. No ano passado, segundo ele, houve uma situação em que um aluno estava com um revólver, mas foi na rede estadual. Nas escolas do município a última ocorrência do gênero foi uma faca encontrada com um aluno.

     

    Cachorros

     

    Uma das ações preventivas é a verificação da presença de drogas entre os estudantes. Para isso, a secretaria promove a apresentação de cães adestrados, inclusive com farejadores. Já houve situação em que os animais detectaram vestígios de drogas em uma mochila. A direção acionou os pais do aluno. Os animais também farejam pólvora, podendo apontar a presença de arma ou munição com o aluno.

     

    Convivência

     

    Já a secretária municipal de Educação, Sônia Oliveira, disse que a questão da segurança é tratada como prioridade pelo governo, e citou as ações elencadas pelo secretário Flávio Lopes, da pasta de Assuntos para a Segurança. Segundo ela, o tema tem viés pedagógico, no que se refere à educação.

    --- São ações que promovem a convivência harmoniosa, como as de inclusão e combate ao bullying --- explicou.

    De acordo com a secretária Sônia, especialmente o bullying, prática que pode desencadear ações de violência, até extremadas como a de hoje em São Paulo, ainda acontecem nas escolas. Mesmo assim assegurou que são cada vez mais esporádicos os casos de bullying nas escolas.

    --- Já houve mais. Atualmente já não é tão comum --- afirmou.

     

    LEIA TAMBÉM

    Suzano é nosso Columbine; já disparou ódio hoje em frente às crianças?

     

    A tragédia de hoje

     

    Pelo menos 10 pessoas morreram em um tiroteio ocorrido na manhã desta quarta-feira na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo. Segundo informações da Polícia Militar, dois jovens usando máscaras com desenhos de caveiras invadiram a instituição e abriram fogo contra estudantes e funcionários.

    Oito pessoas teriam sido mortas a tiros pelos atiradores, que logo em seguida teriam cometido suicídio, totalizando as dez vítimas fatais. Seis alunos e duas funcionárias estariam entre os mortos. Os dois jovens estavam encapuzados no momento dos disparos, que teriam ocorrido no intervalo das aulas.

    O governo do estado de São Paulo informou que outras 10 pessoas ficaram feridas no tiroteio. Ainda foi cogitada a possibilidade de artefatos explosivos haviam sido deixados dentro da escola. O Grupo de Ações Táticas Especiais foi chamado para fazer uma varredura. 

     

    AS VÍTIMAS

     

    Marilena Ferreira Vieira Umezo, coordenadora pedagógica

    Eliana Regina de Oliveira Xavier, agente de organização escolar

    Pablo Henrique Rodrigues, aluno

    Cleiton Antônio Ribeiro, aluno

    Caio Oliveira, aluno

    Samuel Melquíades Silva de Oliveira, aluno

    Douglas Murilo Celestino, aluno

    Jorge Antônio de Moraes, comerciante, morto antes da entrada dos assassinos na escola. Ele é tio de Guilherme, um dos assassinos

     

    Os assassinos são Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Henrique de Castro, de 25 anos.

     

     

     

     

    • coluna do silvestre
      Alta velocidade: O negócio da família Moro
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • cachoeirinha
      Eu Amo, Eu Cuido inaugura novo trecho de calçadas
      por Redação
    • opinião
      As ausências na foto de Marco Alba e seus vereadores
      por Rafael Martinelli
    • meio ambiente
      Sabe o que é Reposição Florestal Obrigatória?
      por Redação
    • opinião
      Só justiça evita perda de 45 médicos em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Filha de Abílio apoiou Marco; prints desmentem
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Flagrado o novo carro da GM de Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • gravataí
      Em live, Marco Alba dá 45 dias para duplicação na 020
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Autor do golpeachment contra Miki vira político
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Bandidos na TV; Deltan, Moro e a Vaza Jato
      por Rafael Martinelli
    • ex-deputado
      Jones Martins está hospitalizado
      por Rafael Martinelli
    • pontes do parque
      Contagem regressiva para novas pontes do Parque dos Anjos
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Prefeito retira extinção do Ipag Saúde e anuncia novo plano
      por Rafael Martinelli com assessoria
    • opinião
      Procurador de Miki é indicação de Cláudio Ávila
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Um jeito diferente de escolher vereadores em 2020; prós e contras
      por Rafael Martinelli
    • entrevista
      A filha do ’pai dos pobres’; a aposta de Anabel e os Bordignons
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      A real sobre a falta de médicos em Gravataí; em 15 dias, o caos
      por Rafael Martinelli
    • gravataí
      De roupinha e aquecidos no Canil; saiba como adotar e ajudar
      por Redação
    • mobilidade
      Trevo na 103 e acesso ao distrito: por que obras não andam
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      25 mil bolsonaristas descontentes no ’país’ da região
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Não doe agasalhos, você pode apanhar no Facebook
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.