notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 16/01/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    caso pampas

    Imagem mostra área aparentemente escavada dentro do Pampas Safari

    EXCLUSIVO | Justiça anula vistoria feita no Pampas

    por Eduardo Torres | Publicada em 04/09/2018 às 11h03| Atualizada em 10/09/2018 às 14h51

    Antes mesmo que o Ministério Público entregasse à justiça o relatório da vistoria feita na semana passada na área do Pampas Safari, a juíza Cíntia Terezinha Burhalde Mua, da 1ª Vara Cível de Gravataí, considerou a ação “nula de pleno direito”. Ela acatou a petição feita pela defesa do parque, que alegou não ter recebido tempo hábil para acompanhar a vistoria, inclusive com a indicação de um técnico de sua confiança. Na interpretação jurídica, não houve ampla defesa e o necessário contraditório.

    Procurada pela reportagem, a promotora Carolina Barth informou que não se manifestará sobre o caso do Pampas. A justiça também aguarda manifestação do MP sobre esta situação. A vistoria havia sido determinada pela própria juíza, atendendo a um pedido do MP, no dia 27 de agosto. Tão logo foi recebida a intimação, que tinha prazo de realização de 15 dias, o MP mobilizou a Fundação Municipal do Meio Ambiente (FMMA) e outros órgãos de controle e realizou a vistoria na tarde de 28 de agosto — uma semana atrás.

     

    LEIA TAMBÉM

    OPINIÃO | O que seriam as valas abertas no Pampas Safari?

    EXCLUSIVO | Cervos são flagrados nas ruas de Gravataí

    Cervos vistos em Gravataí não são nativos, diz especialista

     

    A data coincidiu com duas aparições de cervos de espécies exóticas — não nativas da região — nas ruas de Gravataí, ocorridas no dia 27. O primeiro caso foi constatado próximo a um condomínio que fica 10 quilômetros distante do Pampas onde, sabidamente, criam-se espécies exóticas de cervos. Há um ano os animais estão sob o risco de abate, ainda em discussão na justiça. Desde aquele dia, não foram mais registrados — ao menos não foram documentados — novos casos de cervos circulando na área urbana da cidade.

    O objetivo da vistoria solicitada pelo MP era fazer a recontagem do rebanho e observar as condições sanitárias dos animais mantidos no parque já fechado à visitação. Extraoficialmente, integrantes da comissão que esteve na área na semana passada atestam que diminuiu o volume de animais em relação aos pouco mais de 360 animais já contados em vistoria anterior.

    Em sua alegação à justiça, os advogados do Pampas recordaram que em maio houve uma vistoria técnica da área, mas é possível que algumas coisas tenham mudado no local desde aquela ação. O Seguinte: teve acesso exclusivo a imagens que mostram algo semelhante a uma grande vala no fundo da propriedade. A ação do MP na última semana, provavelmente esclareceria, ou, pelo menos, indicaria alguma perícia a ser feita naquele local. A reportagem solicitou este esclarecimento ao órgão, que novamente informou não se manifestar sobre o processo neste momento.

    O caso segue tramitando na justiça. A juíza solicitou, além da manifestação do MP, que os advogados do Pampas apresentem o relatório da vistoria realizada na área em maio deste ano

    • rs
      Ninguém de Gravataí no governo Leite
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      Um mês para APPs dizerem como cuidam seus motoristas
      por Eduardo Torres
    • segurança
      O debate fetichista sobre a redução da maioridade
      por Rafael Martinelli
    • educação
      Ulbra Gravataí demite um quinto dos professores
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      App leva profissionais da beleza até você
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • habitação
      Moradores querem financiar casas da Granja em 35 anos
      por Eduardo Torres
    • educação
      Kit escolar da Prefeitura tem data para ser entregue
      por Silvestre Silva Santos
    • polêmica
      Gravataí e Cachoeirinha podem ter armas liberadas
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      Outro baleado, mas poucos motoristas param na região
      por Eduardo Torres
    • opinião
      Farda não garante santidade; promoção, talvez
      por Rafael Martinelli
    • crime na saúde
      MP detalha repasses do Gamp e empresa de Gravataí
      por Eduardo Torres
    • freeway
      Marco Alba comemora troca de praça do pedágio
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Stédile, irmão de líder do MST é secretário de Leite; a verdade
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      CCR confirma mudança do pedágio
      por Silvestre Silva Santos
    • segurança
      Contra violência, motoristas de aplicativos prometem parar
      por Eduardo Torres
    • parceria público-privada
      RS-020 será concedida com pedágios
      por Rafael Martinelli
    • investigação
      MP faz conexão da investigação no Inter com Gravataí
      por Eduardo Torres
    • luto
      Não podemos ser como o Vilmar?
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      Conheça os números da criminalidade em Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • cultura
      Em Cachoeirinha, a leitura tem parada obrigatória
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.