notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 14/11/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    ideb

    Prefeito Marco Alba na entrega de uniformes escolares para alunos da rede municipal

    Gravataí alcança melhor nota da história na educação básica

    por Redação | Publicada em 03/09/2018 às 18h36| Atualizada em 17/09/2018 às 16h07

    Gravataí alcançou sua maior nota no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017, com 5,4, conforme dados divulgados nesta segunda-feira, 3, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) Anísio Teixeira, vinculado ao Ministério da Educação. Em 2015, o município já havia registrado o melhor desempenho desde 2005, quando obteve nota 5,2. O Ideb, que é medido a cada dois anos, é o principal indicador da qualidade do ensino básico no Brasil.

    - Isso mostra que o investimento em educação é a maior e a principal obra que podemos realizar, porque é um ganho de futuro, que jamais poderá ser retirada do aluno, além de prepará-lo para uma vida melhor - comemorou o prefeito Marco Alba ao receber a informação, "fruto de um investimento em educação que é o mais expressivo entre todas as áreas do governo".

    Em 2017, a prefeitura investiu em educação R$ 221 milhões, o equivalente a 34% da receita corrente líquida, com projeção de R$ 237,5 milhões para 2018.

     

    LEIA TAMBÉM

    SÉRIE PREFEITOS | 10 coisas que Marco fez em Gravataí

     

    Desde 2014, Gravataí adotou o Sistema de Ensino Aprende Brasil, da Editora Positivo, para alunos de 1º ao 5º ano. Conforme a avaliação do governo, trata-se de uma solução completa de educação que reúne livros didáticos integrados, assessoria pedagógica, plataforma de aprendizagem, sistemas de avaliação e gestão.

    - Todos os anos, cada aluno recebe quatro livros, que são seus, que não precisam ser devolvidos, diferentemente do que era antes - observa o prefeito, que lembra que, antes, com o Programa Nacional do Livro Didático, os estudantes tinham de devolver o material no fim do ano. E os professores, além do material pedagógico a que têm acesso, recebem formações continuadas e suportes direto nas escolas, em sala de aula, com assessores especiais da Positivo.

    Conforme a diretora pedagógica da secretaria municipal de educação (Smed), Magda Ely Silva, ao adotar o Sistema Aprende Brasil em escolas do município, a prefeitura está permitindo que os alunos da rede municipal tenham uma educação de qualidade, com mais igualdade, colocando-os em condições mais favoráveis de perspectiva de futuro. Unificando o currículo das escolas que adotaram a nova proposta pedagógica, Gravataí está se alinhando aos pressupostos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em discussão no país.

    - Com o Aprende Brasil, estabelecemos uma unicidade de currículo na rede, com melhor organização e planejamento pedagógico - explica.

    Conforme nota da prefeitura, "os números obtidos por Gravataí no Ideb refletem também o conjunto de ações adotadas na área educacional, como a distribuição, desde 2014, de um kit completo de uniforme escolar para todos os 27 mil alunos da rede municipal, a colocação de gradis de concreto em escolas, implantação da patrulha escolar e a contratação de vigias escolares.

    - A entrega do uniforme escolar é um gesto de carinho e de respeito com aquele que é o principal elemento do processo educacional, o aluno conclui o prefeito.

     

    LEIA TAMBÉM

    OPINIÃO | Hoje pagar 13º antecipado é para comemorar

    • meio ambiente
      Cobrança pela água do Gravataí pode gerar R$ 9 mi em um ano
      por Eduardo Torres
    • desejo azul
      Gremistas entregam alegria para crianças doentes
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • seu bolso
      OPINIÃO | Silvio Santos é um velho babão
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      Asfalto em 33 ruas é símbolo para governo Miki
      por Rafael Martinelli com assessoria
    • educação
      OPINIÃO | O big brother da escola sem partido em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • história
      A história da Cachoeirinha do primeiro pedágio
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      ‘Jardins do pesadelo’ estão perto do fim?
      por Silvestre Silva Santos
    • meio ambiente
      Semana para definir rumos da proteção do Rio Gravataí
      por Eduardo Torres
    • política
      OPINIÃO | 25 nomes para prefeitura de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • polícia
      Jovem executado por engano em hospital era de Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos
    • vereadores
      Quem leva a presidência da câmara de Gravataí?
      por Rafael Martinelli
    • gravataí
      OPINIÃO | Aumento para os vereadores? Não recomenda-se
      por Rafael Martinelli
    • 2020
      OPINIÃO | A sucessão nas mãos de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    • violência no esporte
      O soco que mudou a vida de Régis
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.