notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/10/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    breno garcia

    Prefeito Marco Alba conversou com os futuros moradores do loteamento | DIVULGAÇÃO

    Em compasso de espera pela casa nova

    por Redação | Publicada em 23/07/2018 às 11h49| Atualizada em 25/07/2018 às 16h52

    Para muitas das mais de mil pessoas que lotaram o CTG Aldeia dos Anjos, foi a primeira vez que participaram de uma espécie de reunião de condomínio. Por isso, na manhã de domingo, o clima foi festivo no primeiro encontro com os moradores sorteados para receberem as casas do Loteamento Breno Garcia, no Passo da Caveira. 

    — É um sonho que estou realizando. Chorei, sofri, vivi muitos anos nesse mundo afora vivendo em uma casa e outra. Graças a Deus, agora eu tenho um lar — emocionou-se Marlei Aparecida Felisberto, 63 anos, que atualmente mora em uma pecinha no bairro Rincão da Madalena.

    A ocasião, porém, exigia seriedade. Tratava-se da primeira reunião de trabalho, com orientações sobre os procedimentos de contratação do financiamento junto à Caixa Econômica Federal e a mudança planejada para as casas novas. Quem recebeu os moradores sorteados nos dias 9 e 10 deste mês foi o prefeito Marco Alba (MDB), acompanhado pela secretária da habitação, Luciane Ferreira. São 1.012 famílias contempladas e mais 1.901 suplentes. Há ainda 1.013 residências destinadas a famílias previamente inscritas, que moram em áreas de risco atualmente. A estimativa, de acordo com a secretária, é que as residências possam ser ocupadas em novembro.

     

    LEIA TAMBÉM

    Saiu a lista dos sorteados para o Breno Garcia

    Partiu acesso ao Breno Garcia

    Na 'cidade dentro de Gravataí'

     

    — Fizemos este encontro no domingo para facilitar às pessoas que trabalham durante a semana. A partir de agora, daremos início ao processo de instalação, sempre junto com os moradores. Por isso, a importância da participação de todos. Hoje, vendo a alegria de todos aqui, com a perspectiva de uma nova vida, temos a certeza de que valeu a pena acreditar e trabalhar para que o Breno Garcia saísse do papel  — destacou o prefeito.

     

    : Maria e Marlei estão entre as beneficiadas pelas novas casas do Breno Garcia | DIVULGAÇÃO

     

    Entre as beneficiadas que não escondiam o sorriso no rosto estava a Maria Nereci de Macedo, que atualmente mora no Loteamento Nova Conquista.

    — Passei muito trabalho na vida, tive que aguentar muita coisa, e agora vou convidar minhas duas filhas, que também não têm casa, para morarem comigo — disse, durante a reunião.

    A localização do novo loteamento popular, segundo Marco Alba, é um trunfo e uma aposta no futuro da cidade.

    — Aquela região será uma das mais importantes do município, que só poderá crescer para aquele lado, princiopalmente com  a avenida que será aberta, a partir do trevo da GM, na Freeway, para quem vai de Porto Alegre à Serra não precisar vir por Cachoeirinha, se transformando em uma nova Rota Turística - serão seis quilômetros de asfalto na Estrada Artur José Soares, entre o Xará e a Morungava — explicou.

     

    De olho nas contas

     

    O encontro tinha caráter educativo para os futuros moradores do Breno Garcia. Entre os pontos expostos estava o funcionamento do financiamento habitacional. Cada família pagará prestações que vão variar de R$ 80 a R$ 270 mensais.

    — Quem aqui sabe que terá de pagar pelas casas? — questionou a secretária.

    Todos ergueram os braços.

    — É importante que as pessoas saibam que caberá à Caixa a análise dos cadastros dos inscritos, para validar ou não o fechamento dos financiamentos, que terão valores subsidiados pelo governo federal — esclareceu Luciane Ferreira logo depois.

    A renda familiar dos selecionados não pode ultrapassar R$ 1.800. Para as famílias com renda entre R$ 800,01 e R$ 1.200,00, o valor da prestação será de R$ 120,00.

    — É um programa de financiamento de moradia popular, o que estabelece uma série de regras, que precisam ser cumpridas, e as pessoas agora precisam estar atentas para esses procedimentos — diz a secretária.

    Para implantar o loteamento, a prefeitura também precisou ajustar as suas contas. De acordo com Marco Alba, nos últimos seis anos, o município pagou R$ 260 milhões em dívidas. É quase o dobro do investimento feito no Breno Garcia.

    — Daria para fazer, por exemplo, 26 obras como a duplicação das pontes do Parque dos Anjos. Estancamos a sangria dos gastos, e isso tem tornado possíveis novos investimentos — garante o prefeito.

    • saúde pública
      A luta contra o câncer subiu na passarela
      por Da redação
    • solidariedade
      COM VÍDEO | Diogo luta contra síndrome rara
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Como entendi nota das Irmãs do Dom Feliciano sobre eleições
      por Rafael Martinelli
    • crime
      Mercado, padaria e salão de beleza faziam gato na luz em Gravataí
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      Como ficou a duplicação da Centenário
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • coluna do silvestre
      Outubro Rosa: prevenção para os pets
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Gravataí virou ’cidade-dormitório de votos’
      por Rafael Martinelli
    • habitação
      Feirão de casas da Granja será na Praça da Juventude
      por Eduardo Torres
    • segurança
      Educação para o trânsito também fora da aula
      por Eduardo Torres
    • obras
      Plano de Marco prevê pontes e mais de 30 ruas até 2020
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • energia
      Fusão da RGE pode pesar no bolso
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      Fábrica de asfalto daqui opera nos EUA
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • habitação
      Impasse na Granja: tem feirão e tem ação judicial
      por Eduardo Torres
    • 7 anos do impeachment
      Sofri um golpe, diz Rita Sanco
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Justiça devolve Freeway à Concepa.
      por Silvestre Silva Santos
    • tráfico
      LSD e ecstasy saíam de Glorinha para o Brasil
      por Eduardo Torres
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.