notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/08/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    segurança

    Secretário Flávio Lopes apresentou os dados da Segurança Pública ao Conselhão

    Big Brother da segurança de Gravataí fica pronto em abril

    por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 04/04/2018 às 15h26| Atualizada em 13/04/2018 às 16h42

    O Big Brother das ruas de Gravataí está muito próximo de ser concretizado. Ainda faltam ser instaladas 34 câmeras, de um total de 318, para que o modelo estabelecido de monitoramento da cidade esteja completo. De acordo com o secretário municipal da Segurança Pública, Flávio Lopes, até o final de abril, além das câmeras, a nova sala do Centro Integrado para Videomonitoramento — onde atuarão 16 guardas municipais —também estará em pleno funcionamento.

    — A partir daí, todas as imagens captadas pelo nosso sistema estarão à disposição para que a Brigada Militar faça o espelhamento. Nossa forma de ação em todos os aspectoas da segurança é sempre integrada com os órgãos estaduais. No monitoramento, não é diferente. O papel do município é ser um ator na prevenção e no planejamento da segurança da cidade — salienta o secretário.

    São 263 câmeras instaladas em prédios públicos — todos os postos de saúde e escolas municipais —, 21 em praças públicas e 34 em ruas definidas pelo índice de criminalidade de cada região.

     

    LEIA TAMBÉM
    Saiba como 318 câmeras vão vigiar Gravataí

     

    Os dados foram apresentados na manhã desta quarta-feira (4), durante a primeira reunião do ano do Conselho de Desenvolvimento do Econômico e Social de Gravataí (Codes), o Conselhão, que teve a segurança pública como principal pauta. E o tom dos representantes do governo municipal foi de alento. Pudera, depois de um ano marcado pela explosão da violência, houve redução de todos os principais índices de criminalidade na cidade nos dois primeiros meses do ano. Quedas de 31% nos furtos, de 36,1% nos roubos, de 38,3% nos roubos de veículos e de 35% nos homicídios.

    — Mesmo que estejamos conseguindo uma queda significativa nos números, este assunto da segurança é o tema do momento, que segue sendo uma prioridade — avalia o prefeito Marco Alba.

     

    Secretário e prefeito apresentaram um balanço da segurança ao Conselhão, confere no vídeo.

     

    Depois da tempestade

     

    Desde setembro do ano passado, quando a cidade registrou o pico de homicídios em 2017, Gravataí recebeu reforços de agentes na Delegacia de Homicídios e de PMs nas ruas. Uma ajuda temporária, com necessidade de resultados permanentes. Quem terá papel fundamental para garantir o controle da violência, garante o secretário Flávio Lopes, será o município.

    — Quando se investe em 300 quilômetros de rede de fibra ótica, não se está só investindo na tecnologia para as câmeras de monitoramento. É a tecnologia que permite, por exemplo, o uso de wi-fi em praças públicas. E quando se ocupam esses espaços com pessoas produtivas, com acesso à internet, por exemplo, se está prevenindo a violência — diz Lopes.

    Uma parte importante desta rede de prevenção que a prefeitura exalta, sera concretizada em julho. É quando serão formados 46 novos guardas municipais. Boa parte deles, já qualificados para o policiamento comunitário.

    — Este agente tem um preparo diferenciado. Ele se relaciona com o lugar onde atua, conhece as pessoas, age na mediação de possíveis desentendimentos e estimula as pessoas a agirem de forma comunitária na prevenção da criminalidade — explica o secretário.

    Com o reforço de julho, Gravataí chegará a 240 guardas municipais. Flávio Lopes toma como referências cidades como Nova York, Bogotá ou Medellin, onde ações comunitárias municipais foram os pontos de partida para reviravoltas contra realidades violentas.

     

     

     

     

     

    • coluna do silvestre
      O que descobri da GM andando em um Uber
      por Silvestre Silva Santos
    • eleições 2018
      Rossetto andou no centro, ’laboratório do golpe’
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      O que fazer para evitar o mês do cachorro louco
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • saúde pública
      Este sábado é o Dia D contra o Sarampo e a Paralisia Infantil
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • mistério
      Eles juram que viram fantasmas nos cemitérios de Gravataí
      por Andreo Fischer
    • saúde pública
      O que mudou, e vai mudar, no Dom João Becker com Santa Casa
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • caso da maconha
      OPINIÃO | Mário Peres, entre a polícia, a câmara e a facção
      por Rafael Martinelli
    • entrevista
      Dinheiro tirou Rosane Bordignon da eleição
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Testamos o carro elétrico da GM
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt e Divulgação/GM
    • tá na mesa
      O dia em Marco Alba contestou Caetano e Roberto Carlos
      por Rafael Martinelli
    • suspeita
      Saul Sastre é investigado por fraude no Daer
      por Eduardo Torres
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.