notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 19/07/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    nas ruas

    Prefeitura tem seis equipes nas ruas de Gravataí fazendo a desobstrução e manutenção da rede de escoamento pluvial

    O que está sendo feito para evitar alagamentos

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 16/03/2018 às 17h24| Atualizada em 22/03/2018 às 20h07

    Trabalhar pesado para deixar a rede pluvial da cidade em condições para o escoamento das águas das chuvas no período em que os problemas se acentuam e que está voltando a partir de abril, começo de maio que vem. É o que está fazendo a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMOP), desde janeiro passado, segundo informou o titular da pasta, Paulo Ricardo Martins, o Paulão.

    Conforme explicou, no começo do ano a Prefeitura aumentou de duas para seis as equipes responsáveis pela manutenção da rede de esgotos pluviais, cada uma com quatro funcionários mais veículos e equipamentos, que fizeram um mapeamento dos pontos com mais problemas e estão trabalhando por região.

    O secretário disse, por exemplo, que uma das equipes está deslocada para atender, principalmente, a região das Moradas do Vale (I, II e III) e Águas Claras, com a missão de fazer a limpeza dos acostamentos e meio-fios, das caixas coletoras, bocas-de-lobo e canalização.

    --- Não é pouca coisa o que temos feito e o que ainda tem pela frente. Mas já está dando resultado --- comemorou, há pouco, o secretário Paulão.

    Segundo ele, ontem (15/3) choveu cerca de 60 milímetros na zona urbana, no começo da manhã e num curto espaço de tempo. Mesmo assim, nas regiões em que normalmente aconteciam problemas sérios de alagamentos, a água até se acumulou mas não chegou a causar transtornos.

    --- Foi uma chuva pesada, de menos de uma hora e meia, e mesmo assim onde aconteceu de a água acumular, em menos de 20 minutos depois que acalmou (a precipitação) já tinha escoado.

     

    Lixo é problema

     

    A manutenção na rede de escoamento pluvial, segundo Paulão, é intensiva e extensiva. Ou seja: é realizada todos os dias e deve atingir todas as ruas da área urbana de Gravataí, independente se tem asfalto, calçamento com pedras ou é de chão batido. E o serviço não tem prazo para acabar.

    O maior problema, segundo o secretário de Obras Públicas do município, é a grande quantidade de lixo e, especialmente, os restos de materiais de construção e de algumas podas que os moradores deixam na rua e que são carregados, quando chove, para dentro das tubulações.

    --- É preciso que as pessoas se conscientizem e nos ajudem. Não dá para ficar jogando lixo na rua e nem deixando material de construção no meio fio. Isso entope a canalização --- disse.

     

    Redes antigas

     

    Outra dificuldade que vem sendo enfrentada é que pelo menos 80% da rede de escoamento das chuvas é antiga, de diâmetro reduzida e normalmente feita pelos moradores de uma determinada região ou quarteirão. Nestes casos, a Prefeitura tem que, inclusive, substituir a tubulação que é para dar vazão quando a chuva é intensa.

    Já o “calcanhar de Aquiles” chamado Arroio Barnabé, que costuma sair da caixa sempre que um aguaceiro desaba sobre Gravataí, tende a continuar sendo um “calcanhar de Aquiles”. O Titular da SMOP explicou que não há muito que fazer em relação ao Barnabé, a não ser manter o córrego limpo.

    --- Não tem como alargar e nem fazer muros de contenção. Nós estamos mantendo todo trecho limpo, retirando a sujeira para facilitar o escoamento. Esta é a única intervenção que podemos fazer. Mas, mais uma vez, precisamos da ajuda das pessoas para que não joguem lixo na rua, no arroio, em nenhum lugar que seja inadequado --- advertiu Paulão.

     

     

    LEIA TAMBÉM

    Vizinhos se unem após inédito alagamento

     

    ÚLTIMAS AÇÕES

    1

    Manutenção da rede pluvial e reformas estruturais das caixas de esgoto na rua Vitório Monego, na Vila Cruzeiro. Os serviços integraram a agenda de intervenções da rua União, situada no bairro União, que também contou com a substituição dos canos.

    2

    Já o hidrojateamento, a limpeza das caixas e a substituição dos canos chegaram às ruas Getúlio Celso Nunes, no bairro Flamboyant e Marquês Gomes, no bairro União.

    3

    Além destas atividades, a construção de novos bueiros chegou à rua Cristão Colombo, no bairro São Vicente.

     

    DA DEFESA CIVIL

    "Como já era previsto o evento não teve a proporção que esperavam que tomasse. Os pluviômetros indicam que choveu um total de 52 mm na área Rural e na área urbana em torno de 53mm nas primeiras hora do dia, e ao final do evento acúmulo de 60mm. Houve alguns pontos de alagamento, mas logo as águas baixaram. A Prefeitura de Gravataí tem realizado periodicamente, ou seja, um serviço diário de limpeza, desobstrução de redes de esgoto e redes pluviais, ações estas que estão sendo de fundamental importância para comunidade, pois são ações preventivas de Defesa Civil visando a melhorar a qualidade de vida das pessoas.

    Também é recolhida diariamente pela Prefeitura grande quantidade lixo descartado irregularmente, onde, baseado em análises técnicas, 70% dos alagamentos são causados pelo lixo descartado dentro dos arroios e bocas de lobo, bueiros deixando a drenagem das águas da chuvas comprometida causando os alagamentos. Informo que tecnicamente 60mm de chuva no período de uma hora é considerado motivo de Alerta para qualquer localidade, pois é muita chuva para curto espaço de tempo, e foi o que ocorreu hoje, tivemos esta média em uma hora e meia de chuva, ou seja muita água em pouco tempo.

    Não tivemos desabrigados e nem desalojados, e também não houve solicitação da comunidade para atendimento. A Secretaria de Obras montou equipes juntamente com a Defesa Civil para percorrer toda a cidade e avaliar a situação. O que se pode adiantar é que as ações preventivas estão dando bons resultados, pois estão diminuindo consideravelmente os locais que antes eram alagadiços, e muitos não causam mais problemas pois já foram resolvidos e estão em constante monitoramento para não haver reincidência.

    Rio Gravataí estava ontem com 1mt e 74cm às 17hs e hoje (16/3) às 11hs da manhã estava com 1mt e 84cm e pode subir de 15cm a 20 cm devido as águas dos arroios afluentes do Rio Gravataí".

    PAULO ROBERTO, guarda municipal coordenador da Defesa Civil

     

     

    • coluna do silvestre
      O mais novo crematório da região
      por Silvestre Silva Santos
    • pedágio
      OPINIÃO | É uma vergonha o que fizeram com a freeway
      por Rafael Martinelli
    • exclusivo
      Vereador de Gravataí será candidato a vice-governador
      por Rafael Martinelli
    • pequenas empresas, grandes histórias
      Na cozinha dos Souza, a tradição de Gravataí
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • funcionalismo
      Ipag Saúde: Câmara aprova aumento de contribuição
      por Rafael Martinelli
    • governo
      Sônia Oliveira se licencia da secretaria da educação
      por Rafael Martinelli
    • glorinha
      Se errou, tem que pagar, diz Erico sobre impeachment
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Dana ganha mais um prêmio nacional
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • trânsito
      OPINIÃO | Balada Segura é hoje um migué em Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • é nesta sexta
      Super produção Carmen Gaúcha chega a Gravataí
      por Redação
    • habitação
      Saiu a lista com sorteados para o Breno Garcia
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • mobilidade
      Miki dispensa construtora e anuncia nova licitação
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • pós-pedágio
      10 ambulâncias voluntárias para socorrer Freeway
      por Andreo Fischer
    • glorinha
      Golpeachment amigo ameaça Darci e Jean
      por Rafael Martinelli
    • meio ambiente
      Onça parda é flagrada na região 15 anos depois
      por Redação
    • saúde
      COM VÍDEO | Vilões do recreio com os dias contados
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • especial
      Dana: De Gravataí para o mundo
      por Silvestre Silva Santos
    • cachoeirinha
      Erro é querer ’jeitinho’ no caso da viatura guinchada
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Não há nada de absurdo no argumento de soltura de Lula
      por Rafael Martinelli
    • lugares
      Um morro de natureza e atrações radicais
      por Katterina Zandonai | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • lugares
      O morro das lendas urbanas
      por Katterina Zandonai | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • lugares
      O homem que conquistou o Morro do Itacolomi
      por Katterina Zandonai | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • lugares
      O Morro Itacolomi como você nunca viu
      por Katterina Zandonai | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.