notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 16/02/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    e as obras?

    Reportagem do Seguinte: foi conferir o andamento das obras de duplicação da avenida Centenário dois meses depois da assinatura da ordem de serviço pelo prefeito Marco Alba

    Fomos conferir como anda a duplicação da Centenário

    por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 31/01/2018 às 17h05| Atualizada em 07/02/2018 às 17h40

    Dois meses e 10 dias, se completam nesta quinta-feira (1º/2) desde que foi assinada a ordem de serviço pelo prefeito de Gravataí, Marco Alba (PMDB), para que fosse iniciada a duplicação do trecho da avenida Centenário entre as rótulas da RS-118 e com a avenida Adolfo Inácio Barcelos, na frente do ginásio Aldeião.

    E como estão as obras?

    O Seguinte: foi conferir o trabalho na tarde de terça (30/1) quando encontrou apenas três funcionários da Pedraccon Pavimentação e Mineração trabalhando no trecho. Um deles era o encarregado Juliano Silva Rodrigues, outro era o maquinista que operava um trator e o terceiro um calceteiro que preenchia as juntas do meio-fio com cimento.

    Mesmo com evidente escassez de forças o encarregado assegurou que depois de ficar alguns dias parada a obra está dentro do cronograma e que a base para receber a camada asfáltica já está toda pronta, desde as imediações do Aldeião, passando pela frente do quartel do Corpo de Bombeiros e até o Gravataí Shopping Center.

    --- Estamos posicionando os meio-fio nas duas laterais do que vai ser a pista duplicada. E a base para fazer o asfalto está pronta em mais ou menos 50% do trecho --- disse Juliano, que não aceitou gravar entrevista em vídeo alegando não ter autorização da direção da empresa.

    Sobre os dias paralisados, ele afirmou que foi necessário ajustar questões técnicas já que em alguns locais a base para o asfalto exigiu reforço, e isso implicou em aditivos ao contrato celebrado entre a Pedraccon e Prefeitura. O orçamento inicial era de R$ 1,3 milhão e o novo valor não foi divulgado.

     

    ATENÇÃO

     

    O prazo para a empresa concluir a duplicação da avenida Centenário é de cinco meses a contar de 21 de novembro passado, portanto, até 21 de abril.

    --- O prazo contratual firmado é de cinco meses, mas se tudo der certo acho que conseguimos entregar em quatro meses. Quanto antes, melhor, para reduzir os transtornos aos usuários --- disse Adriano Canal, diretor-comercial da Pedraccon, no dia da assinatura da ordem de serviço.

     

    O que está sendo feito

     

    1

    Duas pistas em casa sentido do trânsito, cada uma com 3,5 metros de largura, e um canteiro central com um metro de largura. No total, a nova Cen tenário deve ter 15 metros de um lado ao outro.

     

    2

    Atualmente a empreiteira Pedraccon Pavimentação e Mineração prepara a base no lado direito da avenida, no sentido Aldeião/RS-118 para posteriormente ser colocada a camada asfáltica.

     

    3

    Além disso estão sendo construídos os meio-fio em ambas as laterais, delimitando o espaço que será destinado ao trânsito de veículos nos dois sentidos da via.

     

    4

    O trecho que já está recebendo as benfeitorias se estende da rótula da Centenário com a avenida Adolfo Inácio Barcelos até a frente do Gravataí Shopping Center. O encarregado Juliano Rodrigues garante que isso representa cerca de metade do trecho a ser duplicado.

     

    LEIA TAMBÉM

    COM VÍDEO | Agora é a avenida Centenário, depois a Adolfo e as pontes do Parque

    Por que a Centenário antes das pontes do Parque

     

    Assista ao vídeo abaixo.

     

     

     

     

    • redes sociais
      ’Teoria’ de jornalista de Gravataí vira notícia nacional
      por Redação
    • coluna do silvestre
      Não falta vaga para quem quer trabalhar
      por Silvestre Silva Santos
    • caso da maconha
      180 dias sem dono para droga no terreno do vereador
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      O dono da Havan esteve na região, fazendo o quê?
      por Silvestre Silva Santos
    • personagens
      COM VÍDEO | Márcia Becker e seus 115 filhotes
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      5 conselheiros tutelares cobram gratificações em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • educação
      Por que o estado botou abaixo a Escola Carlos Bina do Xará
      por Silvestre Silva Santos
    • gravataí
      Marco Alba apresenta projeto anticorrupção
      por Redação
    • br-290
      Em vídeo e texto, tudo sobre ’novo’ pedágio da Freeway
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      A polêmica nota do presidente da OAB Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Das cinzas políticas do PD, um candidato a prefeito
      por Rafael Martinelli
    • obras
      Longe do ’SPC’, Prefeitura apresenta máquinas
      por Redação
    • opinião
      Dimas pode pedir licença da Câmara
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Como está a duplicação das pontes do Parque
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • transporte
      Exemplo na integração dos ônibus vem de Gravataí
      por Eduardo Torres
    • segurança
      Bala na Cara mantinha armas e drogas em Gravataí
      por Eduardo Torres
    • opinião
      Boechat e a hipocrisia do morto santo
      por Rafael Martinelli
    • saúde
      HDJB só tem um pediatra; mas número vai aumentar
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Evandro não quer parecer ’total flex’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      A esquerda que ’só se une na cadeia’ e a laranja do Bolsonaro
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      Maioria aprova governo Miki, diz pesquisa
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      GM confirma bilhão em Gravataí a Marco e Leite
      por Rafael Martinelli
    • refugiados
      A vida dos venezuelanos em Cachoeirinha
      por Eduardo Torres | edição de imagens: Guilherme Klamt
    • transporte
      Um mês para Cachoeirinha ter o seu corredor de ônibus
      por Eduardo Torres
    • opinião
      Leite pode azedar para servidores de Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.