notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 20/05/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    viaduto da RS-118

    Fim da tranqueira no trânsito de quem vai para a praia - ou volta do litoral - através da RS-040 tem prazo para acabar segundo anúncio da Empresa Gaúcha de Rodovias

    A promessa do fim da tranqueira para praia

    por Silvestre Silva Santos e Vinicius Ferrari | Publicada em 03/01/2018 às 15h20| Atualizada em 12/01/2018 às 11h37

    Depois de passar horas e horas na tranqueira de volta do feriado (há casos que reclamam de demorar até seis horas para um percurso de hora e meia), os usuários da RS-040 ganham uma nova esperança nesse início de 2018: as obras de implantação de um viaduto no entroncamento com a RS-118 começam em fevereiro.

    Pelo menos foi o que anunciou a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), que na semana passada concluiu o processo de concessão do trecho que vai da entrada do Jardim Fiúza até o centro de Viamão. Com isso o órgão fica habilitado a investir cerca de R$ 14 milhões na obra.

    O viaduto vai servir principalmente para desafogar o trânsito, que se torna caótico a cada período de veraneio e especialmente aos finais de tarde das sextas-feiras e dos domingos.

    É quando porto-alegrenses e moradores de outras cidades da Região Metropolitana (Canoas, Esteio e Sapucaia, por exemplo), do Vale do Sinos e da Serra gaúcha usam a RS-118 e a RS-040 para chegarem às praias como Quintão, Magistério, Pinhal e Cidreira, principalmente estas.

     

    Há décadas

     

    A construção do viaduto da RS 118, como todas as obras que envolvem a rodovia, é uma antiga reivindicação inclusive dos moradores do entorno que, em dias de tráfego pesado, sequer podem – ou têm grandes dificuldades – atravessar a estrada para fazer compras ou se deslocarem para o centro de Viamão.

    A solução, porém, se arrasta há anos. Há quase duas décadas. A licitação foi lançada em 2010 e previa investimento de R$ 33 milhões em 12 intervenções ao longo do trecho urbano da RS-040 e uma obra mais complexa, com alças modernas, facilitando o acesso de uma para outra estrada.

    Acabou não saindo do papel. Pelo menos até agora, mesmo com o contrato assinado em 2011. O novo projeto que prevê a conclusão das obras no prazo de um ano é 54% mais barato que o original e é bem mais modesto, mas promete garantir alívio aos motoristas que passam pelo local.

     

    Para a imprensa

     

    Em uma coletiva com a imprensa, quando fez um balanço do primeiro ano de mandato, o prefeito André Pacheco (PSDB) comemorou o anúncio do começo das obras e lembrou que o entroncamento da RS-118 com a RS-040 é um dos gargalos por ser caminho para Porto Alegre, Alvorada, Itapuã, Litoral e Águas Claras, sem mencionar os empreendimentos da região.

    --- Ouvi pessoas reclamando das sinaleiras que foram instaladas no entroncamento, que certamente não é o ideal, mas garantem a segurança dos motoristas. Melhor perder alguns minutos de viagem do que a vida e essa era a realidade daquele trecho. O viaduto certamente vai resolver o problema e garantir fluidez ao trânsito --- afirma Pacheco.

     

    O QUE MUDOU

     

    1

    Entre as novidades no novo projeto está o cancelamento da duplicação de quatro quilômetros da RS-040, do quilômetro 10 ao 14, do centro de Viamão até as proximidades da Escola Técnica de Agricultura (ETA).

     

    2

    A melhoria do trecho, que seria feita em 12 interseções, passou a ser prevista em apenas três. Nesse novo projeto, não será mais preciso realizar desapropriações, o que dificultou o início da obra no governo passado. 

     

    3

    O viaduto será menor do que o projeto original, mas a EGR não informou as dimensões porque aguarda a assinatura do contrato com Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) que está transferindo o domínio do trecho para a EGR.

     

    --- Estamos fazendo uma adequação do projeto colocando dentro da realidade financeira do Estado. Essa é uma obra complexa que vai se tornar mais simples --- disse o presidente da EGR, Nelson Lídio Nunes, nesta semana, para o site gauchazh.com.br.

     

    IMPORTANTE

     

    : Usando R$ 14 milhões de recursos próprios, valor 57% menor que os R$ 33 milhões do projeto original e que tinha tempo de execução estimado em 18 meses, a EGR acredita que, neste ano, a obra vai finalmente sair do papel.

    : O viaduto será erguido com pista dupla, prevendo uma eventual duplicação da rodovia. Estão programadas ainda melhorias na sinalização, inspeção de estruturas como pontes e construção de terceira faixa em alguns pontos ainda a serem definidos.

     

    Arte: gauchazh.com.br.

     

     

     

    • casamento real
      OPINIÃO | Onde estão os negros nos governos?
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Chuva e frio não impediram busca por um emprego
      por Silvestre Silva Santos
    • segurança
      Em ação o Big Brother da segurança de Gravataí
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • serviço público
      Concursados e CCs da Câmara têm regras para bater ponto
      por Rafael Martinelli
    • festa do divino
      Começa a festa dos açorianos em Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • inovação
      EXCLUSIVO | Sogil projeta testar ônibus elétrico este ano
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Seu pet: como evitar as doenças da estação
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • água e esgoto
      Gravataí busca ganhos com PPP da Corsan
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Região vai ganhar um novo Atacadão
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • prefeitura-cyrela
      OPINIÃO | Marco acerta nas obras das pontes do Parque
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • coluna do martinelli
      OPINIÃO | A mãe PM acertou, e você?
      por Rafael Martinelli
    • mobilidade
      Mais um passo rumo às pontes do Parque
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.