notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/11/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    3º Neurônio | tv

    Comediante Orlando Drummond caminha para o centenário

    Orlando Drummond, o ’Seu Peru’, rei da dublagem brasileira

    por Diego Nunes | Memória Cinematográfica | Publicada em 18/10/2018 às 13h45| Atualizada em 18/10/2018 às 13h48

    Nesta quinta, o ator Orlando Drummond celebra seus 99 anos de vida. Siga a história do comediante e dublador conhecido na tv pelo Seu Peru, da Escolinha do Professor Raimundo. E acompanhe biografias, obituários e conteúdos exclusivos do Diego Nunes no Memórias Cinematográficas

     

    Orlando Drummond é um dos comediantes mais queridos do Brasil, eternizado como o Seu Peru na Escolinha do Professor Raimundo, apresentado por Chico Anysio na Rede Globo, a partir da década de 90. Também tem um longo trabalho como dublador, que também cativou o carinho do público.

     

    : Orlando Drummond em 1953

     

    Orlando Drummond Cardoso nasceu eno Bairro de Todos os Santos, na cidade do Rio de Janeiro, em 18 de outubro de 1919. Vindo de família humilde, apesar de ser descendente do Barão de Drummond (fundador do Jardim Zoológico do Rio e criador do Jogo do Bicho), queira ser engenheiro, mas sem condições de fazer uma faculdade, começou a trabalhar cedo, atuando como frentista, comerciante e vendendor de materiais de construção.

    Em 1942, sonhando também em ser cantor, foi até a Rádio Tupi para fazer um teste. Mas ficou com vergonha diante do microfone, e desistiu de cantar. Porém, o diretor Olavo de Barros o convidou para trabalhar na emissora, como contra-regra.

    Orlando fazia os efeitos sonoros das rádios novelas, e aos poucos começou a imitar animais ao microfone, fazendo com perfeição galos, cavalos, cachorros e gatos. Aos poucos, começou também a fazer pequenas pontas nas rádios novelas, fazendo uma ou duas falas.

    Paulo Gracindo, seu colega radiôfonico do Grande Teatro Tupi, viu nele a veia humorística, e o convidou para ingressar como comediante em seu programa de auditório.

     

    Orlando Drummond no rádio

     

    Em 1951 a televisão chegou ao Rio de Janeiro, contratado da Rádio Tupi, Orlando foi escalado para participar também do novo veículo de comunicação que surgia no Brasil.

    Ele estreou na Tupi do Rio ainda nos primeiros dias da emissora, participando do programa Escolinha do Barulho (1951), com Chiquinho Salles como professor. Em 1952 o personagem Seu Peru passou a fazer parte dos alunos da escolinha.

    Na Tupi participou de inúmeros programas, mas ficou eternizado com os personagens Taca-Nanuka, um garçom japonês atrapalhado em Ali Babá e os 40 Garções, e o índio Pataco-Taco de Uma Pulga na Camisola. Também atuou em programas como PRK30Um Dia de FeiraMarmelândiaFora do ArEm Casa de Família de Todo o RespeitoRua do Ri Ri Ri e Espetáculos Tonelux.

     

    Com Otávio França em Uma Pulga na Camisola

     

    Em 1954, apesar de estar no rádio e em quatro programas na televisão (todos escritos por Max Nunes), estreou no cinema atuando no filme O Rei do Movimento (1954), uma comédia estrelada por Ankito. No ano seguinte atuou em Angu de Caroço (1955), novamente ao lado de Ankito. Mas apesar da grande popularidade, fez pouco cinema.

    Os outros filmes que atuou foram Bonga, o Vagabundo (1971), O Doce Esporte do Sexo(1971), o Sarcófago Macabro (2005) e Um Lobisomem na Amazônia (2005), os dois últimos dirigidos pelo cineasta Ivan Cardoso. Recentemente foi anunciado que o ator estará no elenco do filme De Perto Ela Não É Normal (leia mais sobre isto aqui).

    Na década de 50, apesar da fama e dos inúmeros trabalhos, o salário não era suficiente para sustentar a família (Orlando é casado com Glória Drummond desde 1951), e o ator precisava fazer trabalhos extras para complementar a renda. Vendia tinta automotiva, e prestava serviços burocráticos para uma tia, e foi nesta época também que começou a trabalhar em dublagem.

    Em 1951 ele dublou a Lebre de Março na animação da Disney Alice no País das Maravilhas(Alice in Wonderland, 1951). Ele dublaria outros desenhos da Disney, e gravou discos infantis para a Coleção Disquinho. Com a chegada da televisão ao país, este trabalho ficou cada vez mais intenso, chegando a ser diretor de dublagem nos estúdios Hebert Richards. Entre os personagens que ele emprestou sua voz estão o Sargento Garcia em ZorroPopeye;Pepe LegalAlf, o Eteimoso; O Vingador de Caverna do Dragão; O Gato Guerreiro em He-Man e o cachorro Scooby-Doo, que lhe valeu a entrada no Guinnes Books por dublar a personagem por mais de 35 anos.

     

    Ouça Orlando Drummond dublando o Sargento Garcia em Zorro

     

     

    Em 1990  Chico Anysio convocou diversos veteranos da comédia para compor o elenco daEscolinha do Professor Raimundo, e Orlando Drummond retornou a televisão, interpretando o Seu Peru, criado por ele em 1952.

     

     

    Em 1996 ele participou da novelinha infantil Caça Talentos. Também participou do programa Zorra Total.

     

    Orlando Drummond atualmente

     

    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.