notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 23/09/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    3º Neurônio | esporte

    Tite na convocação da Seleção Brasileira | Foto CBF

    As seleções da minha vida

    por Carlos Guimarães | Publicada em 15/05/2018 às 14h14| Atualizada em 16/05/2018 às 10h40

    Desde 1994, eu faço a “minha convocação”, que, claro, nunca bate com a do treinador, o que pouco importa. Mas, como todo brasileiro, tenho a minha lista. Num exercício de consulta a anotações antigas aliado à minha memória, listo aqui todas as “minhas convocações” e as divergências com as convocações oficiais de 1994 pra cá. Há alguns asteriscos que contemplam, por exemplo, jogadores que se machucaram. Vamos lá:

     

    1994 — Brasil tetracampeão

    Minha lista (22)

    Goleiros — Taffarel, Zetti e Ronaldo; Laterais: Jorginho, Cafu, Leonardo e Roberto Carlos; Zagueiros: Ricardo Rocha, Ricardo Gomes*, Aldair e Antônio Carlos; Meias: Mauro Silva, Dunga, César Sampaio, Mazinho, Zinho e Raí. Atacantes: Bebeto, Romário, Müller, Edmundo e Ronaldo.

    Divergências (5): Gilmar, Branco, Márcio Santos, Paulo Sérgio e Viola estão na lista original. Ronaldo, Roberto Carlos, Antônio Carlos, César Sampaio e Edmundo não foram.

    Justificativa: utilizar o Palmeiras, melhor time do Brasil em 93/94, como base de grupo.

    OBS (*): Ricardo Gomes esteve na lista original e foi cortado para dar lugar a Ronaldão. Meu suplente seria Márcio Santos, fora da minha lista original.

    Onde errei: deixaria de fora titulares importantes como Branco e Márcio Santos. Um não estava na sua melhor forma (tanto que só entrou nas quartas-de-final). O outro seria por opção. Fora que o Brasil foi campeão com aquele grupo.

     

    1998 — Brasil vice

    Minha lista (22)

    Goleiros — Taffarel, Dida e Rogério Ceni; Laterais — Cafu, Zé Maria, Roberto Carlos e Zé Roberto; Zagueiros — Aldair, Mauro Galvão, Antônio Carlos e André Cruz; Meias — César Sampaio, Mauro Silva, Flávio Conceição*, Leonardo, Djalminha, Rivaldo, Giovanni; Atacantes — Ronaldo, Edmundo, Denílson, Romário*

    Divergências (6): Carlos Germano, Júnior Baiano, Gonçalves, Doriva, Dunga e Bebeto estão na lista original. Ficaram fora Rogério Ceni, Zé Maria, Mauro Galvão, Antônio Carlos, Mauro Silva e Djalminha não foram chamados.

    Justificativa: Júnior Baiano e Gonçalves não achava confiáveis. Doriva não era jogador de seleção. Dunga e Bebeto, ultrapassados.

    OBS (*): Flávio Conceição estava na lista original e foi cortado para entrar Zé Carlos. Eu levaria Emerson, que entrou na lista original. Romário foi cortado para entrar Emerson. Nesta função, levaria Élber, do Bayern de Munique.

    Onde errei: daqueles que deixaria fora, talvez Bebeto apenas tenha feito uma Copa razoável. Dunga se arrastou em campo. Júnior Baiano só falhou. Os outros eram reservas. E, tirando o Zagallo, ninguém convocaria Doriva, vamos combinar.

     

    2002 — Brasil penta

    Minha lista (23):

    Goleiros — Marcos, Dida e Rogério Ceni; Laterais — Cafu, Belletti, Roberto Carlos e Serginho; Zagueiros — Edmílson, Lúcio, Roque Júnior e Juan; Meias — Emerson*, Gilberto Silva, Zé Roberto, Juninho Pernambucano, Alex, Ronaldinho, Rivaldo, Kaká e Juninho Paulista. Atacantes — Romário, Ronaldo e Denílson.

    Divergências (6): Foram convocados Júnior, Anderson Polga, Vampeta, Kléberson, Edílson e Luizão. Serginho, Juan, Zé Roberto, Juninho Pernambucano, Alex e Romário não foram.

    Justificativa: achar que os outros que não foram melhores do que aqueles que foram, simples.

    OBS (*): Emerson foi cortado e foi convocado Ricardinho. Eu levaria somente aí o Kléberson.

    Onde errei: deixaria de fora Kléberson, fundamental para acertar o time. Os outros, tirando o pênalti do Luizão e o gol do Júnior contra a Costa Rica, pouco fizeram.

     

    2006 — Brasil eliminado nas quartas

    Minha lista (23):

    Goleiros — Dida, Rogério Ceni e Júlio César; Laterais — Cafu, Cicinho, Roberto Carlos e Gilberto; Zagueiros — Lúcio, Juan, Luisão e Cris; Meias — Edmílson*, Emerson, Zé Roberto, Gilberto Silva, Juninho Pernambucano, Ronaldinho, Kaká e Diego; Atacantes — Ronaldo, Adriano, Robinho e Nilmar.

    Divergências (2): Ricardinho e Fred estão na lista original, nos lugares de Diego e Nilmar.

    Justificativa: Nilmar por opção de velocidade, voando no Corinthians. Diego por estar em bom momento na Europa

    OBS (*): Edmilson foi cortado e em seu lugar, Mineiro convocado. Levaria o Mineiro mesmo.

    Onde errei: sei não se errei.

     

    2010 — Brasil eliminado nas quartas

    Minha lista (23):

    Goleiros — Júlio César, Victor e Gomes; Laterais — Maicon, Daniel Alves, Marcelo e Filipe Luís*; Zagueiros — Lúcio, Juan, Thiago Silva e Miranda; Meias — Gilberto Silva, Felipe Melo, Hernanes, Ramires, Ganso, Kaká e Ronaldinho; Atacantes — Neymar, Nilmar, Luís Fabiano, Robinho e Alexandre Pato.

    Divergências (9): Na lista original estão Doni, Michel Bastos, Gilberto, Luisão, Kleberson, Josué, Júlio Baptista, Elano e Grafite. Não foram para a Copa: Victor, Marcelo, Filipe Luís, Miranda, Hernanes, Ganso, Ronaldinho, Neymar e Pato.

    Justificativa: Doni, Michel Bastos, Josué e Grafite nunca foram jogadores para uma Copa do Mundo. Kleberson longe de sua forma. Miranda achava melhor que Luisão. Elano disputaria com Hernanes, sendo que prefiro o segundo. Júlio Baptista disputaria com Ronaldinho e eu daria essa chance a ele. Não tinha como desprezar a fase de Ganso e Neymar.

    OBS (*): mesmo não convocado, Filipe Luís estava machucado. Eu convocaria Maxwell.

    Onde errei: talvez no Elano, que fez boa Copa. E admito que o Ronaldinho de 2010 não era tão confiável assim. Talvez errasse no Ganso, que não conseguiu manter aquele nível. Lembro que ninguém jogava como ele naquela época. Talvez também errasse no Pato, pelo seu comportamento dispersivo, embora ele estivesse bem no Milan.

     

    2014 — Brasil eliminado na semi

    Minha lista (23):

    Goleiros — Júlio César, Victor e Diego Cavalieri; Laterais — Daniel Alves, Maicon, Marcelo e Filipe Luís; Zagueiros — Thiago Silva, David Luiz, Miranda e Marquinhos; Meias — Luiz Gustavo, Fernandinho, Paulinho, Hernanes, Ramires, Oscar, Willian; Atacantes — Hulk, Neymar, Lucas Moura, Fred e Jô

    Divergências (5): Na lista original estão Jefferson, Maxwell, Dante, Henrique e Bernard. Não foram para a Copa Diego Cavalieri, Miranda, Filipe Luís e Lucas Moura.

    Justificativa: Miranda x Henrique não preciso comentar. Marquinhos já era um zagueiro muito promissor. Diego era o terceiro goleiro, achava melhor que Jefferson. Filipe Luís era superior a Maxwell e Lucas a Bernard.

    Onde errei: não sei se passou pela convocação os 7 a 1. Talvez tomasse a goleada igual.

     

    2018 — Brasil ???

    Minha lista (23):

    Goleiros — Alisson, Ederson e Marcelo Grohe; Laterais — Daniel Alves*, Danilo, Marcelo e Filipe Luís; Zagueiros — Miranda, Marquinhos, Thiago Silva e Geromel; Meias — Casemiro, Fernandinho, Paulinho, Arthur, Fred, Coutinho, Willian. Atacantes — Douglas Costa, Neymar, Luan, Firmino e Gabriel Jesus.

    Divergências (3): Na lista original estão Cássio, Renato Augusto e Taison.

    OBS (*): Daniel Alves era nome certo. Tite escolheu Fágner. Eu levaria Rafinha. Eis aí a quarta divergência.

    Justificativa: escolhas técnicas e táticas. Arthur é um meia sem comparações e Luan pode mudar o jogo, tendo um estilo que ninguém mais tem.

    Onde errei: o Tite sabe mais que eu.

     

    Vale lembrar que isso aqui é uma brincadeira. Todo mundo tem sua lista. Portanto, antes de me xingar, faça a sua, relembre, brinque também. Como se vê, convocação não diz muito, afinal, é possível ser campeão mesmo com jogadores discutíveis, como Paulo Sérgio, e com ausências marcantes, como Romário. E nem sempre a melhor convocação (considero a de 2006) gera o melhor time.

     

    Carlos Guimarães é jornalista (PUCRS); comentarista esportivo (Rádio Guaíba); mestre em Comunicação e Informação (UFRGS); especializado em Jornalismo Esportivo (UFRGS).

    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.